Criatividade urbana com bancos de praça

Quem acha que o banco da praça serve apenas como simples e singelo lugar para você descansar ou apreciar as paisagens, saiba que o dinamarquês Jeppe Hein irá fazer você refletir sobre isso. Ele quebra a nossa expectativa e nos convida a interagir com bancos, ou pelo menos, nos deixa curioso de como podemos utilizá-los. Ele diz que suas instalações artísticas tem função social. Realmente, “o mesmo banco, a mesma praça, tudo é igual,” não fazem parte do contexto desse dinamarquês. Que tal uma boa conversa em um deles?

About Verônica Couto

view all posts

Verônica Couto é Publicitária e trabalha com Social Media. Está sempre a procura de novas tendências para desenvolver projetos diferenciados. Gosta de conhecer outras culturas, arte de rua e muita música. Conheça sua fanpage de Arte Urbana |Street Hunter| |About Me|

0 Comments

Join the Conversation →

Deixe uma resposta