A arte dos peixes fluorescentes de Iori Tomita

Acredite ou não, os japoneses usam peixes para algo mais do que sushi. Tome Iori Tomita como exemplo. Um antigo pescador que agora cria obras de arte assustadoras com animais marinhos mortos.
Iori Tomita tem 28 anos e utiliza técnicas científicas de preservação e de tingimento para transformar peixes mortos em coloridas peças brilhantes de arte. O antigo pescador aplica mais de 10 produtos químicos diferentes para cada espécime, que quebram as proteínas musculares, tornando-os transparentes e revelando seu esqueleto. Ele então usa corantes vermelho e azul para destacar a cartilagem dura e macia. Parece fácil, mas é realmente um processo de oito estágios complexos que leva Tomita a dedicar três meses a um ano para ser concluído, dependendo do tamanho dos animais que ele está tentando transformar em sua mórbida arte.

Via: OddityCentral

About Guilherme Araujo

view all posts

Guilherme Sester Araujo, 28 anos, paulista, é formado em Design para Web pela IBTA, pós graduado em Marketing Empresarial pela UMC e cursa Design Gráfico pela FMU. Proprietário da empresa Criação TecnoDigitall , já viu a ascensão e queda de softwares como Corel Draw e Page Maker e sobreviveu... Acesse o Facebook e Twitter.

0 Comments

Join the Conversation →

Deixe uma resposta