Dove – Retratos da Real Beleza

Isso acontece com todo mundo: nós temos uma visão distorcida de nós mesmos. Mas esse fato, é claro, é mais comum nas mulheres. Afinal, quantas vezes você já não ouviu uma mulher dizer que está gorda (mesmo ela não estando)?

A situação é o seguinte: a indústria da moda, de cosméticos, etc, etc, faz com que muitas mulheres busquem por perfeição – e não aceitam o fato de que elas são, simplesmente, lindas do jeito que são.

A Dove tem usado esse conceito em suas campanhas há algum tempo. Utilizando a real beleza da mulher, independente se ela é mais cheinha, super magra, alta, baixa, de cabelo liso, crespo ou enrolado.

Mas dessa vez, eles se superaram. Usando essa constatação da grande diferença entre a auto-imagem feminina e a percepção das pessoas que estão ao seu redor, foi criada a campanha Retratos da Real Beleza.

O artista forense do FBI Gil Zamora foi recebeu a missão de criar dois tipos de retrato para cada mulher que participou da ação: um é um retrato falado em que elas mesmas se descreveram para ele. Outro, era a visão de outros participantes.

O resultado é algo impressionante, e serve para mostrar que, realmente, nós mulheres temos uma grande dificuldade em perceber a nossa real beleza. E o pior: essa distorção afeta (e muito) nossas vidas, auto-estima e até mesmo escolhas que fazemos – de uma maneira bem negativa.

Vou deixar o desafio: ao se olhar no espelho, ao invés de só prestar atenção naqueles detalhes que você não gosta, que tal começar a procurar por coisas boas? :) Vamos deixar de ser tão críticas com a nossa própria imagem e começar a apreciar o que temos de melhor.

A campanha Retratos da Real Beleza foi criada pela Ogilvy & Mather, e você pode conferir todos os vídeos e imagens da campanha no site.

About Janaina Marin

view all posts

Formada em Publicidade e Propaganda pela Universidade Metodista de São Paulo. Apaixonada por internet, marketing, qualquer tipo de arte - principalmente cinema - e ciências. Curiosa, extremamente curiosa :)

0 Comments

Join the Conversation →

  1. Que lindooooooooooooooooooooooooo… impressionante como nos enxergamos “mal”… como somos críticas negativamente conosco mesmas né? =/

    MichelleNo Gravatar /

Deixe uma resposta