Skol como objeto de desejo.

Os apreciadores de boas ideias com certeza já compraram um refrigerante que nem gostavam, só por causa de uma latinha de edição limitada. E, aparentemente, isso está na moda. Pensando nisso, a Skol lança uma campanha em que as garrafas não são só lindas, são também multifuncionais. E o vídeo, que embasa a campanha, faz com que um dos pesadelos da maioria dos homens se torne realidade, a “invasão feminina”. Na campanha, a namorada aproveita a ausência do namorado e muda toda a decoração da casa. E o encerramento é impagável, o namorado chega com os amigos e aparece a locução com a assinatura da campanha.

Só tem uma coisa que me faz duvidar do eminente sucesso que essa campanha pode alcançar. Será que a marca é consagrada o bastante (não estou questionando a qualidade do líquido, e sim da marca enquanto objeto de desejo), a ponto de alguém pagar R$30 por uma garrafa que vira vaso? Ou mesmo comprar o pacote completo, que custa a bagatela de R$180?

Enfim, uma coisa tem que ser dita. As garrafas são lindas, o vídeo é ótimo e a ideia é boa.  Tomara que dê certo.

About Victor Copola

view all posts

Sou estudante de jornalismo, redator publicitário e apresentador de um programa de entrevistas. Gosto muito de publicidade, mesmo sendo jornalista e todas minhas redes sociais estão no www.victorcopola.com

0 Comments

Join the Conversation →

Deixe uma resposta