Fotos mostram a rotina de uma família que viveu com um leão dentro de casa.

Ah! Esses hollywoodianos inventam cada coisa para permanecerem no estrelato…. Confira essa! Nos anos 70, após passar um tempo na África, a atriz Tippi Hedren (“The Birds”, de Alfred Hitchcock), seu marido Noel Marshall (produtor executivo de “ O Exorcista”), e sua filha Melanie Griffith (bem antes de ganhar o Globo de Ouro em 1988 pela atuação em “Uma Secretária de Futuro”), resolveram fazer um filme sobre leões. Então, procuraram o adestrador Ron Oxley, que orientou a família a viver um tempo com os felinos.
Aí nasce um “embrião” dos reality shows, o filme “Roar”, dirigido por Michael Rougier. A família e mais 150 felinos viveram situações cotidianas em casa. A ideia era conscientizar o mundo sobre o perigo da extinção de leões, tigres e diversas outras feras selvagens.
Se até hoje em dia, não sabemos o que se passa na mente de um animal selvagem, imagine isso há 40 anos. O prejuízo foi duplo: 70 integrantes da produção foram feridos, como a ainda adolescente Melanie que levou 50 pontos no rosto, e o diretor de fotografia Jan de Bont, que teve o couro cabeludo arrancado. Além disso, o filme foi um fiasco na bilheteria, com um gasto de 17,5 milhões de dólares, só arrecadou 2 milhões.
Literalmente, a megaprodução que seria um leão, virou um gatinho.
As fotos são da convivência da família, com o leão Neil, e um trecho do filme “Roar”.

About Stifler Mendes

view all posts

Blogueiro e fundador dos sites Criatives, DesignBrain e Curiozo com Z. Formado em Desenvolvimento Web e Design Gráfico, morador de São José dos Campos, apaixonado por séries e Counter Strike ♥

0 Comments

Join the Conversation →

Deixe uma resposta