Os 5 muros que ainda dividem populações no mundo

No dia 9 de novembro de 1989, o Muro de Berlim, na Alemanha foi derrubado.

Fato que simbolizava um novo tempo, sem fronteiras entre povos, trazendo mais desenvolvimento a esses lugares. Mas, 25 anos depois deste momento histórico, existem conflitos, e principalmente barreiras físicas que separam as populações.

 

CISJORDÂNIA-ISRAEL

Conhecido como “Muro da Vergonha”, chamado pelos críticos da ocupação israelense — começou a ser construído em 2002, período da Segunda Intifada, e separa Israel da Cisjordânia, em sua parte palestina. Na época, foi dito que o intuito era impedir a entrada de palestinos para prevenir atos de terrorismo. Os que se opõem à barreira denunciam que o muro é uma ferramenta utilizada por Israel para, além de interditar as negociações de paz por estabelecer unilateralmente novas fronteiras, também anexar gradualmente porções do território palestino, muitas das quais passaram a abrigar assentamentos israelenses. Atualmente, a parede tem cerca de 440 quilômetros de extensão — se a construção for finalizada, cercando toda a Cisjordânia, o muro se estenderá para aproximadamente 700 quilômetros.

 

 

ESPANHA-MARROCOS: MUROS DE CEUTA E MELILLA

O muro representa o que restou do colonialismo europeu no continente africano.Sob o domínio da Espanha, Ceuta e Melilla fazem divisa com o Marrocos e estão muito próximas do Estreito de Gibraltar, intervalo que separa Europa e África. Até os anos 1990, não se percebia essa divisão, e o trânsito de pessoas de um local para o outro era comum. Com o desenvolvimento da União Europeia e a política de livre-circulação dos cidadãos europeus, a Espanha foi incentivada a apertar o cerco em suas fronteiras. Assim, foram erguidos os muros, que chegam, juntos, a 20 quilômetros de extensão, com o objetivo de impedir a imigração de africanos para a Europa.

 

 

EUA-MÉXICO

Já virou até tema de novela, o grande esforço contra os chamados “coiotes”, que atravessam clandestinamente estrangeiros para os Estados Unidos.
Washington começou estabelecer barreiras físicas entre as cidades de El Paso e Ciudad Juárez, e também entre San Diego e Tijuana.

 

 

GRÉCIA-TURQUIA: MURO DE EVROS

A fronteira era tida pela União Europeia como um atalho para entrada de imigrantes na Europa. Então, a Grécia, país europeu mais afetado pela crise econômica de 2008 , resolveu investir R$ 10,15 milhões para erguer em 2012 um muro de mais de 10 quilômetros de extensão ao longo
da margem do rio Evros, fronteira natural que separa a o território europeu dos turcos.

 

 

COREIA DO NORTE-COREIA DO SUL

A faixa que divide os dois países tem 250 quilômetros de comprimento. Depois das Coreias realizarem um cessar-fogo, o que mostra o embate entre as duas superpotências durante a Guerra Fria: o norte comunista, e o sul capitalista —, o espaço é uma zona desmilitarizada. Ou seja, uma faixa “neutra” onde militares das duas Coreias podem transitar, mas sem cruzar a linha que demarca o território de cada um dos países.

About Stifler Mendes

view all posts

Blogueiro e fundador dos sites Criatives, DesignBrain e Curiozo com Z. Formado em Desenvolvimento Web e Design Gráfico, morador de São José dos Campos, apaixonado por séries e Counter Strike ♥

0 Comments

Join the Conversation →

Deixe uma resposta