Projeto fotográfico mostra que não existe diferença entre filhos biológicos e adotados.

A adoção de criança é sem dúvida um dos atos mais belos que uma família pode ter para uma vida. Neste caso, ser pai é querer ajudar acima de qualquer outra vontade que você possa ter ao criar uma criança.
Já mostramos alguns casos sobre adoção aqui no blog e desejamos continuar inspirando nossos leitores a ter uma atitude tão linda como essa.

A fotógrafa e Mãe Anna Larson, tem 2 filhas biológicas e foi voluntária no centro de cuidados infantis no Haití quando tinha apenas 16 anos. Anna tinha um carinho muito especial por uma garota que cuidava, mas, que depois de um tempo veio a falecer.

Após essa triste história de quando Anna ainda era adolescente, ela sempre teve a ideia de adotar uma criança carente após o nascimento do seu segundo filho, assim, Anna foi a Etiópia e trouxe a pequena Semenesh de 3 anos.

A ideia foi ótima e todos da sua família apoiaram a fotográfa na adoção. Logo nos primeiros dias que Semenesh estava em sua casa, Anna percebeu a amizade e o amor que suas 3 filhas estavam desenvolvendo e resolveu fotografar tudo no projeto Barely Different (Pouco diferente), mostrando que a conexão entre as crianças é muito maior do que qualquer preconceito.

About Stifler Mendes

view all posts

Blogueiro e fundador dos sites Criatives, DesignBrain e Curiozo com Z. Formado em Desenvolvimento Web e Design Gráfico, morador de São José dos Campos, apaixonado por séries e Counter Strike ♥

0 Comments

Join the Conversation →

Deixe uma resposta