GENIAL | Entenda para que serve o furo lateral nas canetas BIC.

Quantas canetas bics já passaram pela sua mão? Cem? trezentas ou, quem sabe, Mil? É impossível saber quantas vezes já fizemos uso dessa caneta esferográfica, mas certamente você já deve ter se perguntado por que esse tipo de caneta vem com um furo na lateral. A Bic, um dos projetos mais bem sucedidos de todos os tempos, passa diariamente pela mão de 14 milhões em todo o mundo. Em 2005, o valor das vendas totais dessa caneta ultrapassaram 100 bilhões. É realmente difícil imaginar a vida sem essas pequenas canetas transparentes. A Bic  ainda uma das recordistas de vendas segundo o  Guinness Book!

Embora não tenha sido a primeira caneta esferográfica inventada, o seu design patenteado e custo acessível revolucionou a indústria de canetas esferográficas. Desenvolvida pelo empresário francês Marcel Bich, no ano de 1050, a Bic Cristal, custou ao empresário o investimento inicial de 10.000 francos. Seu lançamento foi em um antigo galpão no norte de Paris.

Feitas com barris de plástico transparentes, as canetas Bic não retraiam, entupiam ou vazavam como os modelos esferográficas anteriores. As canetas Bic eram vendidas por menos de 20 centavos de dólar cada, enquanto as primeiras canetas esferográficas eram vendidas por mais de 12 dólares. Como as canetas Bic eram acessíveis, o sucesso da empresa se espalhou rapidamente. Por volta de 1954, a Bic entrou no mercado italiano. Ao longo da década de 1950, se expandiu para países da Europa Ocidental, América do Sul, Oceania, Ásia e América do Norte. Com a exceção da Antártida, em 1965 a Bic tinha entrado em mercados em todos os continentes do mundo; mas continuava se expandindo. A Europa Oriental foi apresentada à Bic em 1995.

Mas o furo, que muita gente se pergunta sobre o motivo de sua existência já estava presente desde sua primeira fabricação.

Sua verdadeira função é igualar a pressão atmosférica dentro e fora da caneta. Se não houvesse esse furinho, a caneta estouraria, como outras canetas, sempre que fosse transportada para um prédio muito alto, dentro de um avião ou para o topo de uma montanha, o que fez muitos pilotos após a Segunda Guerra Mundial substituíram o lápis pela Bic pela praticidade e segurança, o que também ajudou a popularizar o produto pelo mundo.

About Bianca Camargo

view all posts

Jornalista apaixonada por inovação, criatividade, design e arte. Nômade digital, viciada em internet, ama viajar e conhecer novas culturas!