Série de fotos chocantes mostra como vivem os veteranos alguns anos depois das guerras.

As guerras nunca chegam ao fim, embora no campo de batalha tenham terminado, muitos veteranos trazem a guerra na pele, no coração, sendo forçados a viver com ela pelo resto de suas vidas, pois são marcas que nem mesmo o tempo é capaz de apagar.

David Jay e James Nachtwey, fotógrafos, resolveram abordar essa triste realidade ao documentarem soltados estadunidenses com graves ferimentos após retornarem para casa depois de combaterem guerras no Iraque e Afeganistão.

“Eu fui testemunha, e estar imagens são o meu testemunho. Os eventos que gravei não devem ser esquecidos e não devem ser repetidos.”, relatou Nachtwey, enquanto o projeto de seu amigo, Jay, intitulado de Soldado Desconhecido, foi finalista do Prêmio Magnum Photography Awards 2016, na categoria Retrato.

Ao falar sobre suas fotografias, Jay as apresenta como “uma oportunidade para abrir um diálogo sobre questão que não estamos necessariamente nos sentindo confortáveis… e também questões que somos responsáveis. As imagens podem ser desconfortáveis para o expectador. Isso nos obriga a enfrentar nossos medos e inibições sobre a vida, a morte, a sexualidade, a doença, os relacionamentos, etc. A realidade nem sempre é bonita. Isso é realidade. Vamos resolver isso.”

01. Jerral Hancock, atingido por uma bomba durante a condução de um tanque no Iraque

02. Bobby Bernier aparece na foto com Layla, sua filha. Teve mais de 60% do corpo queimado devido ao impacto de tiros

03. Daniel Burgess perdeu a perna por causa de uma bomba

04. Michel Fox foi atingido por um dispositivo explosivo em uma patrulha a pé no Afeganistão no dia 15 de novembro de 2011

05. Nicholas John Vogt perdeu as duas pernas em 2011, após ser atingido por um dispositivo explosivo no Afeganistão. “a perda do membro é como perder um bom amigo, nós gostaríamos de permanecer com eles, mas isso não está dentro das possibilidades”, relata Vogt

06. Cedrik King também foi vítima de um dispositivo explosivo no Afeganistão e além das feridas internas, perdeu as duas pernas

07. Shilo Harris foi atingido por uma bomba com mais quatro soldados em 19 de fevereiro de 2007. Apenas ele e outro parceiro sobreviveram

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Muito curioso e pouco ansioso, ou vice-versa. Apaixonado por comida, escrever, internet e séries e filmes de terror.