Talento asiático – Japoneses criam verdadeiras esculturas de neve aproveitando o tempo frio no país.

Quando a neve atinge o Japão, na maioria das vezes, faz um estrago tremendo. Nestes últimos dias, carros encalhados abandonados nas estradas, trens que param de circular e pessoas presas em aeroportos por conta dos voos cancelados devido a tempestade de gelo.

“Quatro anos atrás, tivemos ainda mais neve pesada e muito menos preparação. Desta vez, todos, exceto eu, sabiam que estava chegando, aparentemente. Foi uma surpresa divertida para mim”, relatou um morador de Tóquio, e mais abaixo você vai entender o motivo dele ter dito isso.

Quando a neve cai, o que fazer? Claro, boneco de neve, mas, estamos falando do Japão, né? “O nome do boneco de neve, Yuki Daruma, não significa boneco de neve, significa neve daruma”, ela nos contou. “Daruma é da boneca Daruma, que é baseada em Bodhidharma, um monge budista que, de acordo com os contos, teve seus braços e pernas caídos durante a meditação. É por isso que os bonecos de neve japoneses têm apenas duas camadas”, explicou um dos moradores da região.

Então esqueça aqueles bonecos de três bolas de neve, galhos e cenoura, e prepare-se para ver verdadeiras obras de arte, que estão sendo compartilhadas no Twitter com a hashatg # 雪 だ る ま, e se surpreenda:

01. Não é possível que essa criança fez essa escultura!

02. Snoopy tirando uma soneca

03. Realmente é de cair o queixo a habilidade dos japoneses

04. Essa dá medo!

05. Claro que os Minions não poderiam ficar de fora

06. Existe recepção melhor do que essa?

07. Se não fosse pela cor, seria difícil diferenciar um do outro

08. Seres não identificáveis

09. Imagine acordar e ver um desses no quintal, bicho

10. Um ícone japonês não poderia ficar de fora, né?

11. Imagine quanto tempo ele demorou pra fazer uma escultura dessas

12. Saudações, gatinho!

13. Cuidado pra não entrar pelo cano, hein!

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Muito curioso e pouco ansioso, ou vice-versa. Apaixonado por comida, escrever, internet e séries e filmes de terror.