Bombeiros fazem homenagem emocionante para se despedir de cãozinho companheiro

Ser bombeiro é uma belíssima profissão, porém, é uma das que têm mais riscos, ou pensa que é fácil? Com os bombeiros da cidade de Iquique, no Chile, não é diferente, dia e noite ajudando a população.

Foi lá que ocorreu um ato que comoveu o coração de todos, o batalhão da cidade prestou uma linda homenagem para um companheiro, mas não era um companheiro qualquer, era um de quatro patas!

Negro era um cão corajoso e muito dócil, trabalhou com os bombeiros por mais de uma década e conquistou o coração de todos seus colegas de profissão. O bravo cachorro estava sempre em seu posto para acompanhá-los na partida e recebê-los na volta.

A presença alegre do cachorro contribuía para aliviar a tensão do dia a dia do corpo de bombeiros. Na terça-feria, bombeiros receberam uma notícia muito triste: seu fiel companheiro de batalha, Negro, o cachorro, havia falecido aos 14 anos.

“Nessa tarde, um de nossos integrantes, nosso bombeiro de quatro patas, deixou a terra”, dizia a nota postada pelo departamento. “Obrigado por todos os anos que passou ao nosso lado. Nos lembraremos de você para sempre.”

Porém, as homenagens para o cachorro foram muito além de palavras, pois o corpo diretivo do departamento decidiu que o valente cão merecia mais, elevando o ranque de cachorro herói para “bombeiro honorário”.

Negro recebeu homenagens que faziam jus ao novo título atribuído a ele, e todos nós sabemos, foi muito merecido. Os bombeiros organizaram um funeral de honra para se despedirem do fiel amigo e dar o último adeus para Negro.

Negro era um de nós, parte da família. Era respeitado e amado”, afirmou o Capitão Jorge Tapia. “Nos despedimos em uma cerimônia muito emocionante porque estávamos nos despedindo de um companheiro, parte importante do corpo.”

Os colegas do cão carregaram seu caixão emocionados e mostraram o respeito pelo amigo de quatro patas. O corpo do bombeiro honorário foi enterrado em um local próximo de onde serviu sua vida toda. Uma árvore também foi plantada por perto em sua memória.

Não há dúvidas que o falecimento de Negro tocou profundamente o coração de todos que conheceram o animal durante os anos em que serviu o departamento de bombeiros da cidade, seu legado será lembrado para sempre. Os amigos do batalhão promoveram um ator de respeito e amor com o tributo: “Em memória de nosso Negro. Cachorro leal, amigo e protetor.”

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Muito curioso e pouco ansioso, ou vice-versa. Apaixonado por comida, escrever, internet e séries e filmes de terror.