Casas feitas em impressoras 3D são as novas apostas para residências mais baratas.

Ter uma moradia é o direito básico de qualquer cidadão, porém, infelizmente sabemos que na realidade as coisas não funcionam como devem, no Brasil, inclusive, mais de 11 milhões de pessoas vivem em moradias sem condições básicas de infraestrutura, de acordo com dados do IBGE.

Foi pensando em encontrar uma alternativa de solucionar esse problema que a empresa de construção ICON está caminhando junto com a tecnologia e usando a impressora 3D para imprimir casos de 650 m² de cimento em prazos de 12 a 24 horas. O projeto está sendo lançado em Austin, nos EUA, no super evento de inovação do mundo SXSW. Veja no vídeo abaixo algumas imagens de casas e processo de construção:

Até mesmo um campo de teste foi criado e se tudo der certo, até o ano que vem 100 casas serão construídas em El Salvador para pessoas habitarem o local. A ICON não está sozinha nessa, o projeto é em parceria com New Story, ong que trabalha para encontrar soluções internacionais de habitação.

Atualmente, o custo da construtora para imprimir uma casa inteira é de 10 mil dólares (32 mil reais), porém, está trabalhando para reduzir esse valor quase que na metade, conseguindo levantar uma residência por 4 mil dólares (13 mil reais) por casa. A impressora Vulcan, utilizada durante o processo, tem a capacidade de imprimir uma casa de quase 75 metros quadrados, com sala, quarto, banheiro e varanda curvada.

“Existem algumas outras empresas que imprimiram casas e estruturas. Mas elas são impressas em um armazém, ou se parecem com cabanas. Para que essa empresa tenha sucesso, elas devem ser as melhores casas”, diz, em uma reportagem do site The Verge, Jason Ballard, um dos três fundadores da ICON.

O cimento é utilizado na construção ajudará a normalizar o processo para potenciais clientes que possam vir a questionar a robustez da estrutura: “Eu acho que se estivéssemos imprimindo em plástico, encontraríamos alguns problemas”, acredita ele.

O projeto não vai se restringir apenas em habitações voltadas para problemas de falta de moradia, a parceria entre as duas empresas pretende expandir esse leque de possibilidades para todas as pessoas. “A (ICON) acredita, como eu, que a impressão 3D será um método para todos os tipos de habitação”, diz Alexandria Lafci, co-fundadora da New Story.

Quem pensa que para por aí, está muito enganado, a parceria vai muito além e já pensa num futuro onde comunidades serão formadas fora do planeta: “Um dos grandes desafios é como vamos criar habitações no espaço”, diz Ballard. “(A impressão 3D) é uma das tecnologias de potencial habitação mais promissoras”.

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Muito curioso e pouco ansioso, ou vice-versa. Apaixonado por comida, escrever, internet e séries e filmes de terror.