10 Coisas diferentes que existem no sistema educacional japonês e que causam inveja no mundo

Os japoneses têm fama mundial de ser super inteligentes e terem ótima saúde, entretanto, o que faz essa nação ser tão única? A resposta é muito simples: seu sistema educacional “quase perfeito”, como estas 10 características distintivas do sistema educacional japonês de causar inveja no mundo:

01. Boas maneiras antes de conhecimento

Nos colégios do Japão, antes de chegarem na quarta série (a idade de 10 anos) eles não fazem nenhum exame, apenas pequenos testes, pois os primeiros anos da criança na escola não é para julgar o seu nível de conhecimento ou aprendizagem, mas sim estabelecer boas maneiras e desenvolver seu caráter. São ensinadas a respeitar os outros, ser gentil com animais também e preservar a natureza, além de lições para serem generosas, compassivas e simpáticas. Até que, por final, mas não menos importante, são ensinadas a ter coragem, autocontrole e justiça.

02. O ano letivo começa no dia 1º de Abril

O Japão está localizado no hemisfério norte e enquanto instituições de ensino deste lado do mundo começam seu ano letivo em meados de setembro/outubro, nas escolas japonesas as aulas só se iniciam em abril. O primeiro dia de escola frequentemente coincide com um dos mais belos fenômenos naturais – o desabrochar das flores de cerejeira. O ano letivo é dividido em 3 trimestres: 1 de abril a 20 de julho, 1 de setembro a 26 de dezembro, e 7 de janeiro a 25 de março. Os estudantes japoneses recebem 6 semanas de férias durante o verão. Também têm pausas de duas semanas no inverno e na primavera.

03. A maioria das escolas japonesas não emprega zeladores; os alunos limpam a escola

Os alunos é quem são os responsáveis por manter a limpeza da escola, o que inclui também os banheiros. São divididos em pequenos grupos com diferentes tarefas que são atribuídas ao longo de todo o ano. Tudo isso porque o método de ensino japonês acredita que exigir que os alunos limpem onde estudam, ensina sobre a importância do trabalho em equipe e também a respeitarem o serviço dos outros.

04. Nas escolas japonesas, o almoço escolar é fornecido em um menu padronizado e é comido na sala de aula

Lá no Japão as escolas se preocupam para que os alunos tenham refeições saudáveis e equilibradas, o almoço é servido de acordo com um menu padronizado feito por chefs e profissionais do ramo. Os colegas de classe comem dentro da sala de aula juntamente com o professor, ajudando assim a construir um relacionamento positivo entre eles.

05. Cursos extracurriculares são muito populares no Japão

Após a escola, grande parte dos japoneses fazem atividades extracurriculares para entrar em uma boa secundária, as aulas são realizadas durante a noite, sendo comum encontrar estudantes voltando para suas casas tarde da noite. Os estudantes japoneses têm dias escolares de 8 horas, e estudam mesmo durante os feriados e fins de semana. Não é de admirar que eles quase nunca repetem de ano na escola.

06. Além de disciplinas tradicionais, os estudantes japoneses aprendem caligrafia e poesia

Mergulhar um pincel de bambu em tinta e usá-lo para escrever hieróglifos em papel de arroz é o método usado para treinar a caligrafia dos alunos, além disso, são incentivados a desenvolverem seu lado poético, as aulas também ensinam as crianças a respeitar sua própria cultura e tradições centenárias.

07. Quase todos os alunos têm que usar um uniforme

As escolas secundárias exigem o uso do uniforme, algumas possuem seu próprio traje, enquanto outros optam pelo uniforme estilo militar para meninos, e marinheiro para as meninas. Eles fazem isso para deixar todos os alunos em igualdade e em “modo de trabalho”, além de promover um sentido de comunidade entre as crianças.

08. A taxa de frequência escolar no Japão é de cerca de 99,99%

Provavelmente todos nós já matamos aula pelo menos uma vez em nossas vidas. Já os estudantes japoneses não faltam nunca à escola, nem chegam atrasados. Além disso, cerca de 91% dos alunos no Japão relataram que nunca, ou apenas em algumas classes, ignoraram o que o professor ensinava. Quantos outros países podem se orgulhar dessas estatísticas?

09. Um único teste decide o futuro dos alunos

É logo após concluírem o ensino médio que os estudantes japoneses fazem um teste que decide seus futuros. Eles escolhem a faculdade que desejam frequentar, e cada uma delas possui uma determinada exigência de pontuação, ou seja, quem não atinge essa pontuação, dificilmente irá para a faculdade. A competição é alta e somente 76% dos graduados na escola continuam sua educação após o ensino médio. Por lá, a preparação antes de entrar num ensino superior tem o nome de “inferno do exame”.

10. Os anos da faculdade são as melhores “férias” na vida de uma pessoa

Passou pelo inferno? Pois bem, agora vai curtir o paraíso. O momento em que estão na faculdade é muito importante e aproveitado pelos japoneses, costuma-se até dizer que é o período de “férias” antes do trabalho.

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.