Ele tatuou 90% do seu corpo e agora parece o “negativo” dele mesmo

Adam Curlykale, de 32, facilmente pode ser acusado de usar algum tipo de filtro negativo nas fotos em que posta no Instagram, porém, o surpreendente é que ele não usa nenhum tipo de editor de imagem, essa é a aparência dele.

Adam cobriu 90% de seu corpo com tatuagens da cor zinca, inclusive os próprios olhos, os únicos lugares que ele ainda não tatuou foram as axilas, as palmas das mãos e a parte de baixo dos pés.

Tudo começou quando ele, aos 22 anos, foi diagnosticado com câncer no intestino e após um longo tratamento que envolvia radioterapia, quimioterapia e terapia molecular, seu sistema imunitário ficou muito fraco.

Embora hoje já esteja curado, o câncer deixou várias marcas e problemas de pigmentação em sua pele, o que ocasionou a depressão e distúrbios alimentares. O jovem, em alguns momentos, pensou em até mesmo cometer suicídio.

Foi então que ele resolveu se tatuar para cobrir as manchas, e desde lá não parou mais: “Eu sempre soube que era diferente do resto da sociedade”, conta o homem, que ainda conclui: “a minha cor favorita sempre foi o cinza. Por isso é que a cor da minha pele atual agora é dessa cor”.

Todas suas tatuagens foram desenhadas por ele mesmo, pois diz ter uma visão específica e gosta de fazer os desenhos passo a passo. Onde ele não consegue chegar para tatuar, conta com a ajuda do melhor amigo: “A vida é muito curta e eu parei de imaginar o que vai acontecer amanhã. A vida é aqui e agora”, finaliza.

Sobre o que pretende fazer mais pra frente, Adam diz que sua meta é cobrir 99% do corpo, quanto aquele 1%, ele quer deixar intacto, por dizer que é uma área secreta.

“As tatuagens permitiram que eu me descobrisse novamente. Tornei-me mais bonito para mim mesmo”, conclui Adam.

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.