Menina de 3 anos desaparece, 11 dias depois o cão chama atenção para segui-lo e foi isso que encontraram

Karina Chikitova, de 3 anos, morava em uma pequena casa na Sibéria, juntamente com sua mãe. O pai da garota vivia em uma cidade próxima e costumava visitar a filha frequentemente e eles admiravam a capacidade da menina em ir de um local para o outro sozinha sem demonstrar medo, já que as aldeias da região nunca apresentaram perigo.

Prestes a completar 4 anos, dois dias antes de seu aniversário, ela resolveu visitar o pai, mas sem sucesso, pois ele não estava lá. Foi então que Karina teve a ideia de andar pelas redondezas, porém, infelizmente ela se perdeu na imensa floresta que entrou em busca de seu pai.

Ninguém poderia imaginar que uma menininha entraria sozinha na floresta da Sibéria, já que até mesmo os adultos exploram o local bem armados por conta de ursos e lobos. Karina andou por várias horas na floresta, mas não conseguiu encontrar a saída. A garota sempre tinha ao lado seu fiel companheiro, um cachorro que, finalmente, decidiu o futuro da menina.

A mãe de Karina não sabia mais o que fazer após não conseguir encontrar a filha, sentindo-se culpada pelo que aconteceu, pois não deveria ter deixado a garota de apenas 3 anos ir atrás do pai. Naquela noite fazia muito frio, o que deixou a mulher ainda mais desesperada, principalmente quando as equipes de busca retornaram da floresta sem notícias.

Depois de 11 dias de busca, a esperança de encontrar a garota viva diminuía cada vez mais. Foi então que duas semanas depois o cachorro de Karina voltou pra casa e inicialmente acharam que era um sinal negativo, talvez Karina não estivesse mais viva. O cão guiou as equipes florestais e de salvamento na floresta e eles encontraram Karina com muito medo, desidratada, passando fome e frio, mas viva!

A garotinha recebeu ajuda na mesma hora pelos socorristas e foi levada para seus pais, que não pararam de se lamentar pelo ocorrido. A menina afirmou que se alimentou de frutos e água do rio, e que seu valente cachorro assustava e espantava lobos e ursos que se aproximavam. Durante as noites que passou na floresta, a menina dormia junto com seu cão, pois ele transmitia calor e a aquecia.

Karina sobreviveu duas semanas na floresta vestindo apenas uma camisa e descalça, sua força é surpreendente e, claro, seu cachorro é visto como um herói por todos daquela região, tanto que ambos ganharam uma estátua na cidade, em homenagem à tudo que enfrentaram juntos e… conseguiram sobreviver!

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.