“Chaveiro Vivo”, eles vêm em bolsas fechadas e podem viver até seis meses.

Cada dia mais estamos apegados aos animais, um exemplo clássico disso são as pessoas que tiram definitivamente de suas dietas qualquer alimento que tenha origem animal, sem contar o aumento de petshops e entidades que buscam ajudar essas criaturas que tanto nos alegram. Isso não se enquadra somente em ‘cães e gatos’, muitos outros animais, mesmo que menos populares, acabam roubando nossos corações.

Entretanto, como sempre há os dois lados da moeda, em Pequim, na China, um caso horrível está acontecendo: uma chinesa foi flagrada nas ruas da cidade vendendo pequenas bolsinhas com tartarugas, peixes e salamandras dentro, dentre outros; essas bolsinhas estavam ligadas em um anel e recebeu o nome de ‘chaveiro vivo’, dá pra acreditar?

Com informações do China Daily, esse tipo de comercialização vem sendo encontrada nas escadarias do metrô, onde os vendedores afirmam que na água que vem dentro da bolsinha, há um tipo de preparo especial que serve de alimento para os bichinhos, que possuem a estimativa de vida de 6 meses nessas condições. O chaveiro é vendido por um dólar e meio.

Ninguém sabe ao certo quando isso teve início, porém, alguns afirmam que foi em 2010 que tudo começou. Enquanto uma parte das pessoas somente se intriga com a situação, outros compram os chaveiros de monte para libertar os animais assim que chegarem em casa.

No oriente não é difícil encontrar casos de animais traficados que sofrem abusos, e essa situação só reforça mais a ideia de que os chineses não têm apego aos animais, onde diversos tipos de animais sofrem por fins culinários, medicinais ou simplesmente por tradições de uma região.

Vale ressaltar que não é somente por lá que isso acontece, aqui no ocidente mesmo, porcos, frangos e vacas sofrem antes de serem abatidos, a agropecuária, num geral, é conhecida como uma indústria agressiva em excesso, porém, esse assunto não é um dos principais que se levantam em melhorias que precisam ser aplicadas para a população.

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.