Garçonete tratou um mendigo com muita gentileza. Quando ela descobriu quem ele era, ele começou a chorar

Mary era uma garçonete em um restaurante comum do Texas, até que um dia um mendigo entrou no estabelecimento e fez um pedido alto, que, aparentemente não era compatível com suas condições.

Com mau cheiro, rabugento e aparência estranha, ele procurou uma mesa vaga e se sentou, a espera de ser atendido.

Mesmo tendo sacado na hora a diferença daquele homem, em relação aos demais frequentadores que costumavam ir no restaurante, Mary foi até ele e o tratou como trata qualquer outro cliente do estabelecimento.

As pessoas que estavam ao redor pareciam não estar gostando daquele homem ali, mas a garçonete adotou uma postura completamente profissional e continuou com o atendimento.

Enquanto anotava o pedido, obviamente Mary se questionou se aquele homem poderia pagar, porém, esse julgamento não caberia a ela, já que estava ali para atendê-lo. Quando seu pedido ficou pronto, ela foi e o serviu, entregando tudo que havia pedido.


imagem ilustrativa

O homem se surpreendeu com a forma em que foi atendido, pois pela primeira vez, em muito tempo, alguém não o tratou mal ou então fez pré julgamentos. Ao sair, Mary olhou em seus olhos, falou seu nome e sorriu.

“Estarei aqui, caso o senhor precise de algo mais”, foram essas palavras ditas pela garçonete. Apesar do excelente tratamento, Mary estava sendo questionada pelos colegas de trabalho e até mesmo por seu gerente, que afirmou que se o homem não pagasse, ela é quem arcaria com a conta. Mary apenas concordou.

O pedido foi abundante: ovos com bacon, café bem quente, enfim, um café da manhã americano completo. Assim que Mary percebeu que seu cliente havia terminado a refeição, ela disse que ele não precisaria se preocupar com a conta, pois era seu convidado especial. Ele simplesmente acenou com a cabeça e saiu, emocionado.

O que Mary nem ninguém imaginava era que, na verdade, o homem era o dono da rede do restaurante onde ela trabalha, e usa este método para ver como é a qualidade de atendimento dos funcionários com os clientes. Quando ela levantou o prato, encontrou uma nota de 100 reais com um bilhete dizendo:

“Mary, minha querida, eu te respeito muito por perceber o quanto você respeita a si mesma e ao próximo. Tenho certeza de que você conhece o segredo da felicidade, pois a sua gentileza a guiará entre aqueles que a conhecem.”

Uma semana depois, Mary foi promovida à gerente daquele restaurante, não é para menos. Gentileza gera gentileza, que essa história sirva de inspiração para todos nós!

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.