Orca fica presa em pedra e chora durante horas. Seu resgate fez muita gente se emocionar.

Há muitas lendas e mitos em torno das baleias assassinas, conhecidas também como Orcas, os maiores mamíferos marinhos da família dos golfinhos. Esses carnívoros são preto e branco e extremamente inteligentes e adaptáveis: as orcas podem se comunicar e coordenar umas com as outras para caçar mais efetivamente, segundo dados do us.whales.org.

Focas, Leões-marinhos, lulas, focas e peixes são os pratos preferidos dessas baleias, que precisam fazer o necessário para garantir a refeição e, embora tenha o apelido de ‘baleia assassina’, as orcas não são tipicamente uma ameaça para os humanos, já houve, inclusive, histórias destas baleias protegendo humanos de tubarões.

Na Colúmbia Britânica, uma orca ficou presa em meia a rochas enquanto tentava obter uma refeição, felizmente, um grupo de resgate estava no local para ajudá-la e retribuir o favor, fazendo o seu melhor para deixar a orca protegida.

A orca fêmea foi vista por um homem que percebeu que ela precisava de ajuda. Ele pegou o telefone e ligou para o grupo de resgate de animais Guardians da baía de Hartley, na Colúmbia Britânica. Além deles, algumas pessoas da For Whales também apareceram para ajudar o animal.

Todos que aparecem em cena são voluntários, e no momento que foi vista já estava presa ali por horas, segundo a postagem no Facebook.

Assim que chegaram, os voluntários cobriram a baleia com lonas e lençóis e começaram a molhá-la para sempre estar molhada e fria. Criaram até mesmo uma bomba de água, com isso a baleia iria estar molhada o tempo todo sem que precisassem ir e voltar com os baldes cheios.

A equipe de resgate afirma que a baleia sabia que estavam ali para ajudar ela e quando o animal gritou de medo, seus corações derreteram, pois foi uma cena comovente, que você pode conferir no vídeo abaixo:

Pouco a pouco a maré começou a subir, porém, estava demorando demais e eles precisavam manter a baleia molhada, até que, depois de 8 horas, a maré subiu o suficiente e a orca conseguiu se mover e se libertar das rochas.

A postagem no Facebook do grupo de resgate ofereceu um grande agradecimento a todos os membros da comunidade que ajudaram na missão de não deixar a baleia morrer.

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Muito curioso e pouco ansioso, ou vice-versa. Apaixonado por comida, escrever, internet e séries e filmes de terror.