6 Danos físicos que você pode ter pelo uso excessivo do celular.

Vivemos em um momento em que é quase impossível passar muito tempo longe do nosso celular. Este dispositivo eletrônico tornou-se nosso principal meio de comunicação, e não apenas isso, é uma câmera, tocador de música, GPS, entre outras funções.

Durante o dia, realizamos centenas de micro-interações, que incluem a análise do nosso e-mail, redes sociais e outros aplicativos. Esta situação não só se tornou um vício, mas a longo prazo gera danos à saúde.

1. Neuralgia Occipital

Essa dor muscular também é conhecida como: síndrome do pescoço quebrado; Este mal é causado principalmente por má postura. A maioria das pessoas que usa o celular em excesso não o faz com uma postura apropriada, pelo contrário, tendem a se curvar ou inclinar demais a cabeça.

Às vezes, essa condição neurológica pode ser confundida com dor de cabeça ou enxaqueca, mas não são. A dor pode ser intensa, como uma queimação no pescoço, que começa na base da cabeça e se estende até o topo do couro cabeludo.

2. Dor e rigidez nas mãos e dedos

Passar a maior parte do tempo com o celular na mão tem suas consequências. Um deles é sentir dor e rigidez nos dedos e nas mãos; É provável que até sintamos um certo formigamento e que os músculos da nossa mão sofram depois de passar horas pressionando as teclas do telefone.

A principal consequência que esse vício traz é a tendinite, que é a inflamação dos tendões que unem os músculos aos ossos.

3. Dificuldade em respirar

Em relação ao ponto número um, as más posturas que adotamos podem levar a uma sensação de aperto no peito e dificuldade em respirar normalmente devido à perda da capacidade do volume pulmonar devido ao fechamento do tórax e insuficiente expansão da costela.

4. Visão cansada

É cada vez mais comum ver jovens usando óculos, e isso ocorre porque as letras no celular são muito pequenas e nossos olhos têm que fazer um esforço maior para ler o dia todo. A visão cansada e turva é uma consequência de passar longas horas na frente de um computador e telefone celular, o que gera danos a curto prazo.

Segundo um estudo da Universidade de Madri, passar horas observando o celular tensiona os músculos dos olhos, o que causa miopia temporária.

5. Danos à espinha

A posição forçada que adotamos ao usar nossos dispositivos móveis gera alterações na coluna cervical, causando instabilidade e rigidez em certas áreas da coluna.

Um estudo publicado na Surgical Technology International estimou que uma cabeça humana pesa entre quatro e cinco quilos, mas quando inclinado a olhar para a tela do telefone, o estresse que colocamos na coluna aumenta para 27 quilos, se o dobro do pescoço chegar a 60 graus.

6. Insônia

Quando o computador está desligado, o tablet permanece e, se a bateria acabar, o celular estará sempre lá. Alguns pesquisadores acreditam que as luzes LED desses dispositivos interferem nos mecanismos cerebrais que produzem a melatonina, o hormônio do sono.

Usar o celular antes de dormir ativa vários receptores que fazem nosso cérebro pensar que ainda é dia e que podemos ficar acordados por mais tempo. A saúde mental e o sono estão ligados. Dormir mal ou dormir um pouco pode causar depressão e problemas físicos, como pressão alta, diabetes e obesidade.

De acordo com um estudo realizado em 2015 por pesquisadores no Catar, dormir muito pouco aumenta nosso apetite e resistência à insulina.

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.