Cientistas acabaram de enviar a voz de Stephen Hawking a um buraco negro!

A voz de Stephen Hawking foi enviada para um buraco negro, enquanto sua família e amigos lhe proporcionou uma despedida final durante cerimônia de dispersamento das cinzas do físico britânico na Abadia de Westminster, em Londres.

A mensagem, que fala sobre a importância da paz e da esperança, foi gravada por Hawking, com música do compositor grego Vangelis.

Ao mesmo tempo, enquanto acontecia a cerimônia de funeral, a Agência Espacial Europeia (ESA) enviou a mensagem de voz para o espaço, indo para o buraco negro mais próximo conhecido, o “1A 0620-00”, localizado a 3.500 anos-luz da Terra, na constelação de Monoceros.

Sobre o evento, a filha da cientista, Lucy Hawking, disse em um comunicado:

“Este é um lindo e simbólico gesto, e cria uma ligação entre a presença de nosso pai neste planeta, o seu desejo de ir para o espaço e sua exploração do universo, em sua mente.”

Hawking, que morreu em março aos 76 anos, dedicou a vida em investigar as origens do universo e os mistérios de buracos negros, ao passo que sofria de uma doença do neurônio motor, que o obrigou a usar um sintetizador de voz eletrônica, pela impossibilidade de falar.

Adeus a um professor

Suas cinzas foram enterradas entre as figuras científicas britânicas mais célebres, como Isaac Newton e Charles Darwin, na Abbey, em Londres, um lugar que se tornou famoso em todo o mundo por várias coroações reais, casamentos e funerais.

O funeral no interior da abadia é uma honra permitida em raríssimas ocasiões: os mais recentes enterros científicos foram os de Ernest Rutherford, um pioneiro na física nuclear nos anos 1930; e de Joseph John Thomson, um personagem que descobriu elétrons em 1940.

A cerimônia contou com a participação de pessoas de mais de 100 países, convidados por voto, bem como familiares e amigos. Uma das principais leituras esteve a cargo do ator Benedict Cumberbatch, que interpretou Hawking em um filme da BBC em 2004. O astronauta Tim Peake e ganhador do Prêmio Nobel, Kip Thorne, também prestaram homenagem.

Durante a celebração de despedida, o astrônomo Lord Rees disse:

“Milhões expandiram seus horizontes com seus livros e palestras, e todo o mundo foi inspirado por um exemplo singular de progresso contra todas as probabilidades”.

Adeus Epitáfio

No final da cerimônia, foi colocada uma pedra comemorativa, desenhada pelo artista John Maine no local onde será enterrado no Canto Científico com a inscrição:

“Aqui jaz o mortal Stephen Hawking (1942-2018)”

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.