Esse gatinho caridoso acolhe e abraça os novos gatinhos que chegam no abrigo

Benny era apenas um filhotinho quando foi abandonado, então, a técnica veterinária Ellen Carozza o acolheu e cuidou do felino em sua instituição que já foi responsável por salvar a vida de diversos animais.

A mulher conta que Benny, mesmo apresentando sintomas de várias doenças, sempre foi muito carinhoso, e todo esse carinho se estendeu aos outros gatinhos, já que se tornou o ‘pai adotivo’ de todos eles que chegam ao abrigo.

Ellen sempre leva ao abrigo gatinhos que precisam de cuidados especiais até que estejam fortes o suficiente para serem adotados.

E Benny leva muito a sério sua função de cuidar dos gatos bebês.

Quando Winnie chegou na instituição, pesava apenas metade do que um filhote daquela idade deveria.

Benny, então, na mesma hora já abraçou o pequeno animal e deu ao gatinho uma sensação de proteção e calor.

“Quando os gatinhos não estão com Benny, eles ficam aconchegados em uma mãe artificial com um batimento cardíaco simulado para o conforto do filhote”, observa Carozza. “Mas algo artificial não ronrona. Não limpa você. Não ajuda você a ser um gato. Benny preenche essas lacunas.”

“O papel de Benny é conforto e socialização”, disse Ellen. “Ser capaz de aconchegar-se contra outro gato e não contra um bicho de pelúcia faz maravilhas para o bem-estar mental deles.”

Esta é Winnie agora:

“Ele fica muito deprimido quando não temos gatinhos. Eu gosto de pensar que ele está nos devolvendo o favor que lhe fizemos há alguns anos “, disse Ellen.

Esses verdadeiros anjos aparecem em nossas vidas para nos transformar em alguém melhor, você pode acompanhar a história de Ellen, Benny e Winnie e de todos os outros gatinhos em sua conta oficial no Instagram.

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Muito curioso e pouco ansioso, ou vice-versa. Apaixonado por comida, escrever, internet e séries e filmes de terror.