10 detalhes da história real de Pocahontas que a Disney decidiu cortar do filme

A maioria das histórias da Disney é baseada em histórias folclóricas ou acontecimentos reais. No entanto, a empresa do Mickey Mouse é especialista em adoçar suas histórias para que suas animações sejam mais adequadas e palatáveis para as crianças. Hoje contamos os detalhes que estavam escondidos na história de Pocahontas.

A verdadeira história de Pocahontas

1 – Genocídio

O filme não nos diz o que a tribo de Pocahontas estava fazendo no literal quando os ingleses chegaram. Aparentemente, uma profecia afirmava que “uma tribo se levantaria na baía de Chesapeake e terminaria seu reinado”, então o pai de Pocahontas decidiu matar as 400 pessoas que viviam em paz naquela baía e tomaram o controle da região, pouco antes da chegada dos europeus.

2- Pocahontas não estava apaixonada

Pocahontas tinha apenas 11 anos quando conheceu John Smith, que tinha 28 anos. Eles não se apaixonaram, mas Pocahontas realmente salvou a vida do inglês. Aparentemente, Pocahontas estava preocupada com tudo o que poderia acontecer com ela e seus irmãos se eles matasse John Smith, então ela decidiu salvá-lo e evitar males maiores.

A Disney transformou essa cena em uma história de amor que nunca aconteceu. De fato, muitos historiadores afirmaram que o próprio John Smith havia inventado essa cena.

3- Sequestro e estupro

O capitão Argall sequestrou Pocahontas para tentar chantagear o chefe da tribo. Para isso, ele também matou Kocoum, o marido de Pocahontas e tentou matar seu bebê. Depois de ser brutalmente violentada, Pocahontas foi solta, assim como os outros índios prisioneiros.

4- John Ratcliffe

Embora a Disney tenha o pintado como um verdadeiro vilão, a verdade é que ele era um homem generoso. Depois de uma explosão que feriu Smith e o fez voltar para a Inglaterra, ele foi forçado a assumir o comando e suportar as consequências.

A tribo decidiu parar de compartilhar sua comida com os ingleses e depois disso o atacou brutalmente. Eles deixaram Ratcliffe nu e amarrado a uma árvore antes de começar a queimá-lo lentamente.

5- Mentiras

Os ingleses disseram a Pocahontas que John Smith morrera de um tiro em vez de lhe dizer que o levaram de volta para casa. Quando o capitão foi encontrado na Inglaterra, ela começou a chorar e ficou muito animada, mas Smith estava sério e ameaçador.

6- Ameaças

As ameaças entre Smith e o pai de Pocahontas eram constantes porque o inglês queria que sua tribo ajudasse no trabalho que seus próprios homens não podiam fazer. As ameaças não se tornaram realidade porque, quando a tribo planejou um ataque surpresa aos ingleses, Pocahontas advertiu-os e arruinou o plano.

7- Ele teve o filho de seu violador

Quando chegou à Europa, Pocahontas percebeu que estava grávida do homem que a estuprara. Aptesar disso, ele se casou com um homem europeu chamado John Rolfe pelo interesse de ambos, o que causou um grande escândalo.

8- Morreu aos 21 anos

Depois de se casar, Pocahontas estava voltando para a Virgínia com o marido para visitar sua tribo, mas assim que o barco partiu, ficou doente. Seu sistema imunológico não estava preparado para suportar as doenças da Europa, então ela morreu aos 21 anos sem ter visto seu pai novamente.

9- Massacre

Após a morte do pai de Pocahontas, seu irmão assumiu o controle das tribos na área, o que levou a uma guerra contra os estrangeiros que deu origem a um massacre e supôs o fim da aliança que foi gerada por John Smith e Pocahontas.

10- Quase exterminado

Após o massacre, a guerra continuou, exterminando grande parte dos nativos. Os poucos que permaneceram vivos tornaram-se escravos.

Você já sabia da verdadeira história de Pocahontas? Para bem ou para o mal, a Disney deixou esses detalhes de fora de seu filme. Qual sua opinião à respeito?

Compartilhe com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.