10 frases incríveis ditas por astronautas sobre a nossa Lua

Cada uma dessas frases é inspirada no conhecimento e experiência de seu autor.

Alekséi Leónov, cosmonauta russo

“Eu acho que o próximo país a ir para a Lua será a China.”

Pedro Duque, astronauta espanhol

“Em um século haverá minas e usinas nucleares na Lua.”

Eugene ‘Buzz’ Aldrin, astronauta americano

“Eu acho que é muito importante voltar para a Lua, porque lá podemos encontrar novas fontes de energia. Além disso, é importante como um passo intermediário para alcançar nosso grande objetivo: Marte “.

Amit Kalantri, engenheiro e autor indiano

“Na presença da Lua ninguém vê as estrelas”.

James Lovell, astronauta americano

“No espaço, percebi o que a Terra realmente é um planeta que da Lua nada mais é do que uma bola que você pode cobrir com o dedo.”

Elon Musk, empresário sul-africano

“Nós fomos para a Lua, mas não fizemos nada melhor desde então.”

Neil Armstrong, primeiro astronauta americano a alcançar a Lua

“Eu posso honestamente dizer, e é uma grande surpresa para mim, que eu nunca sonhei em estar na Lua.”

Chris Hadfield, astronauta canadense

“Espero que tratemos a Lua pelos próximos 100 anos como tratamos a Antártica nos últimos 100 anos. Com um posto avançado inicial brevemente, e depois fiquemos mais tempo e pessoas permanecendo durante todo o inverno e, finalmente, teremos uma colônia permanente”.

Marcello Coradini, pesquisador da Agência Espacial Europeia

“Não estou dizendo que não devemos fazer exploração lunar, mas vamos fazê-lo inteligentemente, primeiro colocando à mesa todos os objetivos científicos.”

Bernard Foing, cientista aeroespacial francês

“Para a humanidade, a Lua é o oitavo continente na Terra, um lugar onde podemos nos estabelecer e viver.”

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.