Casal vive há 22 anos dentro de um esgoto; A “casa” por dentro vai te surpreender.

Ter uma moradia própria é um direito fundamental e inequívoco do ser humano, resguardado inclusive pela Constituição Federal do Brasil.

Há de se convir que trata-se de uma dignidade básica, tal como o direito à alimentação, ao saneamento básico, à educação e à saúde.

Claro que, na prática, centenas de milhões de pessoas mundo afora não sejam contempladas nem mesmo com o básico para a sobrevivência, sobretudo em países de terceiro mundo, como os da América Latina, África Subsaariana, Mundo Islâmico e Sudeste Asiático.

No entanto, uma notícia envolvendo um casal impressionou olhares atentos, ao mostrar onde um senhor e sua cônjuge vivem há 22 anos.

Miguel Restrepo e sua esposa Marcia Garcia se conheceram nas ruas da Colômbia, onde ambos eram viciados em drogas e não tinham onde morar. Sem poder contar com ninguém, eles se uniram para recomeçar a vida e superar o vício.

Como você deve saber, a Colômbia é um país que, tal como o Brasil, possui altas taxas de criminalidade, possuindo diversas áreas controladas pelo narcotráfico e por mílicias ilegais. Como eles não tinham onde morar e ainda eram receosos quanto a milícia local, decidiram buscar moradia em um dos esgotos da cidade. O lugar estava abandonado, o que permitiu o assentamento da área.

Após 22 anos, eles vivem felizes no lugar, não tendo do que reclamar.

Mesmo com tamanhas dificuldades, por terem passado por tantas adversidades e ainda terem sido rejeitados pela própria família, Miguel e Marcia conseguiram abandonar o vício; ainda adotaram um filhote de quatro patas, Blacky.

Saiba mais:

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.