Essa catedral é tão incrível que é considerada como uma Jóia preciosa do mundo. Entenda o motivo.

Construída por ordem de Ivan, “o Terrível” em 1554 , a catedral de São Basílio, em Moscou, correu o risco de ser demolida em muitas ocasiões. Em 1812, por Napoleão Bonaparte, quando o Império Russo foi invadido e o estadista francês usou a catedral como um estábulo, como gostava de fazer nos edifícios religiosos das cidades às quais submetia com seu exército.

Felizmente, não sofreu grandes danos. Mas houve muitas batalhas que ela enfrentou antes e depois desse fato. Incêndios, revoluções, duas guerras mundiais e o comunismo rígido de Stalin, que via com bons olhos a aniquilação de monumentos religiosos.

Século XX

Em plena manifestação da arquitetura soviética “brutalista” , o grande amigo de Stalin, Lázar Kaganovich (1893-1991) foi contratado para remodelar a capital russa para transformá-la em algo mais ‘nacional’. Ocorreu ao artista que seria bom fazer a Praça Vermelha parecer mais iluminada e cheia de vida.

Sua proposta inovadora foi demolir a igreja de São Basílio. Quando ele foi mostrar seu projeto para Stalin, ele colocou na mesa um modelo da Praça Vermelha com todos os seus prédios removíveis. Diz-se que nesse encontro, Kaganovich levantou abruptamente a miniatura da catedral para preparar o plano para acabar com ela. Naquele momento, Stalin interrompeu-o energicamente e exclamou: “Lázar, coloque-a em seu devido lugar!”

São Basílio e o Tetris

A estrutura religiosa nunca mudou e até hoje pode ser vista ao visitar a Rússia. Muitos de nós conhecemos esta igreja monumental sem nunca ter visitado o país anfitrião da Copa do Mundo de 2018.

Devemos isso, em parte, ao jogo de Tetris que invadiu o mundo nos anos 80. Criado em 1984 pelo engenheiro de computação russo Alekséi Pázhitnov , o popular jogo sempre começa com a imagem da Catedral de São Basílio. Este quebra-cabeça multi-colorido se conecta de alguma forma com a beleza desta catedral icônica que permanece na Praça Vermelha, em Moscou.

Curtiu o post? Compartilhe-o com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao amplo público brasileiro. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para o Sociologia Líquida, Explicando, Segredos do Mundo, Área de Mulher, Criatives, Razões para Acreditar e Feedty. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.