Ex membro revela parte do Hino Nacional que foi excluída e ninguém sabia disso. 

Muito provavelmente você já teve que cantar o Hino Nacional na escola, não? Professor e alunos iam até o pátio, ficavam enfileirados e cantavam enquanto a bandeira ia sendo erguida, é tradição! Embora alguns só mexiam a boca.

Quando o hino chegava ao fim, os alunos aplaudiam, outros não, principalmente quando a professor fazia cara feia recriminando aquela atitude, porém, as vezes as palmas saem no automático e nem nos demos conta, afinal, o hino nacional é belo, forte, mostrando total respeito com as nossas terras.

Dois homens foram os ‘fundadores’ do hino: Joaquim Osório Duque Estrada (1870- 1927) foi o responsável pela letra, e Francisco Manuel da Silva (1795- 1865) ficou incumbido de dar vida à música, o Hino Nacional Brasileiro foi oficializado em 1 de setembro de 1971.

Ou seja, crescemos ouvindo e cantando o hino mesmo que alguns não saibam ao certo a ordem das estrofes, entretanto, você sabia que existe uma parte no hino que não é cantada? É uma introdução fundamental que nos faria refletir sobre como cuidamos da nossa pátria. Quem nos revelou isso foi Ana Arcanjo, moradora de Santos/SP, ex-membro da Cruz Vermelha durante a Revolução Constitucionalista de 1932, que gravou um vídeo que se tornou viral, confira:

 

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.