O misterioso monstro marinho encontrado em praia tem mistério desvendado

É um tubarão peregrino em estado avançado de decomposição.

Em 19 de julho, um misterioso “monstro marinho” apareceu em uma das praias do estado do Maine, Estados Unidos. De acordo com o portal de notícias News Center Maine, a criatura media pelo menos quatro metros e meio de comprimento por um metro e meio de largura. Um nadador disse à agência de notícias que era “bastante repugnante”.

Muitos banhistas acharam que era o cadáver decomposto de uma baleia, devido ao seu enorme tamanho, no entanto especialistas de mamíferos marinhos do Maine disseram que não se tratava do mamífero marinho.

George Burgess, cientista especialista em tubarões, disse ao Live Science que a criatura é, na verdade, um grande “tubarão-peregrino”, ou tubarão-elefante (Cetorhinus maximus).

Tubarão-Peregrino: Burgess disse suspeitar que a criatura tenha sido mastigada por outros tubarões, “especialmente o tubarão branco”.

Fatos que você provavelmente não deve saber sobre o tubarão-peregrino:

  1. Os tubarões-peregrinos são a segunda maior espécie de peixes; eles crescem até 9,7 metros de comprimento e podem pesar até 5 toneladas;
  2. Esses gigantes alimentam-se de zoo plâncton, para isso abrem suas bocas e filtram a água do mar através de suas guelras. Eles não são perigosos para o ser humano;
  3. Os tubarões peregrinos estão em declínio e são uma espécie vulnerável, de acordo com a IUCN.
    Eles vivem em águas temperadas do mundo, que incluem a costa leste da América do Norte.

O cientista George Burgess acredita que o tubarão esteve morto por várias semanas antes de atracar na costa. A razão é porque a água fria do Maine nesta época do ano faz com que os processos de decomposição sejam muito mais lentos.

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao amplo público brasileiro. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para o Sociologia Líquida, Explicando, Segredos do Mundo, Área de Mulher, Criatives, Razões para Acreditar e Feedty. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.