A criatura mais rápida do mundo é minúscula (e brilha no escuro)!

Claro que se você pensar em um animal veloz virá à sua cabeça exemplos como um guepardo ou um falcão. Bem, vamos dizer-lhe que, de fato, são animais rápidos, mas você deve adicionar o Spirostomum ambiguum, um minúsculo protozoário unicelular – criaturas microscópicas – à sua lista. Este organismo alcança uma aceleração extremamente rápida, surpreendente em escala. A detecção desta criatura foi realizada por cientistas do Instituto de Tecnologia da Georgia, cujo estudo foi publicado em seu site.

Uma criatura veloz e diminuta

Esta espécie não é apenas rápida, mas também bastante pequena, de modo que o nosso olho humano não consegue sequer enxergá-la. Possui uma forma física semelhante ao de um verme e é comum encontrá-lo em lagos e lagoas. O Spirostomum geralmente se move usando pequenos pelos em seu corpo, chamados cílios.

Esta criatura exibe sua velocidade quando é surpreendida. Pesquisadores dizem que pode encurtar seu corpo em mais de 60%, em milissegundos. Sua estrutura física passa de uma fita plana de quatro milímetros para o formato de uma bola de futebol.

Os músculos humanos dependem da atividade das proteínas de actina e miosina, mas esse organismo semelhante a vermes deve seu movimento às molas supramoleculares.

Como conta o professor Saad Bhamla, do Instituto de Tecnologia da Georgia, o objetivo agora é descobrir como exatamente o Spirostomum pode encolher tão rapidamente sem danificar sua estrutura interna. Além de encontrar qual é o limite da aceleração de uma célula viva.

Os pesquisadores acreditam que a física e a matemática podem fornecer tal resposta, que pode ser de grande ajuda para a nanotecnologia. A conclusão dessa quetão pode acelerar a criação de uma nova geração de robôs que dificilmente podem ser vistos a olho nu.

“Como engenheiros, nós gostamos de ver como a natureza tem manipulado desafios importantes,” diz Bhamla.

Bhamla tem um Ph.D. em Engenharia Química pela Universidade de Stanford, onde fazia parte de uma equipe de pesquisa que estuda o mundo dos animais microscópicos.

Saiba mais:

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao amplo público brasileiro. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para o Sociologia Líquida, Explicando, Segredos do Mundo, Área de Mulher, Criatives, Razões para Acreditar e Feedty. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.