O surpreendente local onde nasceu Nicolau, o primeiro Papai Noel!

Sua “residência atual” está localizada no Pólo Norte, mas suas origens estão na costa mediterrânea da Turquia, segundo estudos e achados arqueológicos.

No terceiro século, por volta do ano 270, o pequeno Nicolau nasceu, advindo de uma rica família. Ele abriu os olhos pela primeira vez em Patara, uma aldeia na antiga Lícia, na costa sudoeste da Turquia. Crescendo nas margens do Mar Mediterrâneo, lhe era muito familiar ver os navios mercantes que viajavam de Constantinopla (atual Istambul) para Alexandria.

A lenda diz que Nicolau foi um homem extremamente gentil e que até realizou milagres. Quando seus pais morreram, ele doou sua herança aos necessitados e se tornou um monge. Mais tarde teria se tornado o Bispo de Myra, uma pequena cidade hoje chamada Demre, localizada a poucos quilômetros de onde ele morava.

Uma de suas ações mais conhecidas, da qual deriva o personagem que dá presentes e doces, é resgatar três jovens mulheres da escravidão. A história conta que o pai das meninas estava arruinado e não podia pagar o dote de suas filhas, então ele as vendeu como escravas. Quando Nicolau descobriu, em uma noite fria de inverno, jogou moedas de ouro dentro da casa; desta forma, impediu que as meninas se tornassem escravas.

Em Demre, atualmente, vivem cerca de 6.000 habitantes, a maioria muçulmanos, dedicados principalmente a plantar tomates e frutas cítricas. Em uma das ruas jaz uma estátua de “Santa Claus”, ou São Nicolau (ou… Papai Noel, claro) com uma criança no ombro e uma pequena garota agarrando sua mão; atrás dele fica a igreja de São Nicolau, cuja primeira fundação remonta ao século VI, também conhecido como Noel Baba Müzesi. Nela está a tumba do santo e os afrescos preservados de seu rosto, no entanto os restos mortais estão na cidade italiana de Bari, quando em 20 de abril de 1807, traficantes italianos se apoderaram deles. O dia 6 de dezembro de 343 é a data oficial da morte de São Nicolau.

A igreja é cristã ortodoxa e milhares de turistas visitam o local todos os anos. Perto dali, a arquitetura contemporânea esbarra simbolicamente com o que um dia foi uma antiga necrópole, com tumbas e inscrições esculpidas em pedra e decoradas com relevos. E onde há um teatro helenístico, em uma colina próxima, ainda hoje em funcionamento.

Fisicamente o Papai Noel histórico medida pouco mais de um metro e meio, era careca e tinha pele escura, como qualquer turco da época, com uma mandíbula proeminente e nariz arrebitado, como mostra uma reconstrução antropométrica realizado em 2007 pela antropóloga Caroline Wilkinson, da Universidade de Dundee.

O vindouro santo canonizado pela Igreja costumava usar um manto vermelho. O atual terno vermelho e barba branca faziam parte de uma campanha publicitária da Coca-Cola, do século passado, ligada à tradição luterana que os imigrantes holandeses trouxeram para os Estados Unidos. Assim, San ‘Nicklaus’ tornou-se o Papai Noel, com seu gorro, botas e vestimenta característica, migrando-se da quente Turquia para o gelado Pólo Norte.

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao amplo público brasileiro. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para o Sociologia Líquida, Explicando, Segredos do Mundo, Área de Mulher, Criatives, Razões para Acreditar e Feedty. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.