Porque os dedos se enrugam quando passamos longos períodos debaixo d’água?

Todos nós tomamos banho, lavamos louça ou passamos muito tempo na piscina e experimentamos a sensação de ter dedos enrugados. É popularmente imaginado que a água entra na pele, amaciando-a de tal forma que faz com que as rugas se formem em sua superfície, algo que também ocorre nos dedos dos pés.

No entanto, um grupo de pesquisadores da Universidade de Newcastle confirmou porque esse fenômeno acontece, dizendo que objetos úmidos são mais fáceis de manusear com dedos enrugados.

O sistema nervoso enruga nossos dedos

Para encontrar a resposta, os cientistas realizaram um experimento, publicado na revista da Royal Society Biology Letters, e concluiu que com o contato prolongado com a água, as células do sangue sob a pele encolhem em resposta a um impulso vindo do sistema nervoso. Portanto, as pontas dos dedos não incham, mas contraem, causando rugas.

O funcional sistema ativo de regulação levou os pesquisadores a pensar que deveria haver uma justificativa evolutiva para que tal fenômeno ocorra. Por sua parte, o Dr. Tom Smulders, do Centro de Comportamento e Evolução de Newcastle, disse:

“Considerando que, se o sistema nervoso está ativamente controlando este comportamento em algumas circunstâncias e não em outras, parece correto assumir que deveria ser uma função para ele e que a evolução o selecionou. E a evolução não seleciona a menos que se confira um tipo de vantagem.”

Um experimento com bolinhas molhadas

Para demonstrar a veracidade da tese, os cientistas pediram a 20 participantes que tirassem algumas bolinhas, tanto molhadas quanto secas, de um recipiente para outro através de aberturas estreitas. O resultado mostrou que, se este processo é realizado depois de ter dedos debaixo d’água por um tempo, e, portanto, com a pele enrugada, a manipulação das bolinhas se torna muito mais hábil e bem sucedida quando comparado com o resultado realizado com os dedos secos.

Após estes resultados, os especialistas discutiram à respeito do significado deste nível evolutivo de adaptação, concluindo que os dedos enrugados permitiram que nossos antepassados ​​em busca de alimento na água fossem mais bem sucedidos. No caso dos dedos dos pés, a evolução humana forneceu uma causa diferente: isso os ajudaria a se agarrar a superfícies úmidas.

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.