25 Curiosidades do Japão mostram o motivo deles estarem tão na frente de outros países.

Eis algumas curiosidades do Japão, algumas nas quais você nem imaginava!

Nesta lista de fatos curiosos, coletados pelo Criatives, você aprenderá fatos interessantes que explicam por que eles são uma das culturas mais ricas e interessantes do mundo.

1. É falta de educação comer enquanto se caminha, enquanto viaja ou quando se usa o transporte público. Alimentos que são vendidos na rua devem ser comidos em pé e lanches ou bebidas de máquinas automáticas de venda devem ser consumidas imediatamente após a compra.

2. Também é motivo de desaprovação assoprar o nariz em público. Se necessário, isso deve ser feito em um local privado, como um banheiro, por exemplo.

3. Os japoneses são um excelente exemplo de ordem. Por exemplo, para esperar o ônibus ou o trem, eles se alinham atrás das linhas amarelas para entrar, pacientemente, em ordem.

Veja o vídeo:

4. Você sabia que dar gorjeta no Japão é um sinal de falta de educação? Na verdade, é considerado um insulto. Nos restaurantes, o serviço do garçom já está incluído na conta.

5. Embora eles gostem de dispositivos móveis, eles quase nunca o usam para ligar, porque se eles querem conversar com alguém, é melhor fazê-lo em um lugar privado.

6. É considerado rude apontar com o dedo. A maneira correta é usar a mão inteira. Quando os japoneses apontam para si mesmos, eles o fazem tocando o nariz com o dedo indicador. Também é bem visto apontar para algo usando os famosos ‘pauzinhos’.

7. Ao dar ou receber algo, eles sempre fazem isso com as duas mãos, mesmo que seja um objeto pequeno, como um cartão.

8. No Japão eles cultivam melancias quadradas. A razão? Para colocá-las mais facilmente nos refrigeradores e para cortá-las em cubos.

9. No Japão, você pode comprar a espessura das fatias de pão de acordo com sua necessidade.

10. Em muitos supermercados modernos, há máquinas de gelo gratuitas para as pessoas usarem para levar seus alimentos frescos para suas casas.

11. Se alguém rouba uma tenda de comércio ou loja, joga-se no ladrão uma bola de tinta, que mancha as vestes do ladrão. Assim, mesmo que corra, é mais fácil para a polícia identificá-lo. Curioso, você não acha?

12. No Japão, as ruas não têm nome. Eles usam números para identificar as ruas.

13. Casas são desvalorizadas como se fossem carros. Uma das razões é que muitos prédios antigos eram feitos a baixo preço, aguardando por um momento posterior para aumentarem de valor, mas não sendo bem cuidados, acabou por acontecer justamente o contrário. Além disso, casas recém-construídas possuem novas tecnologias, por exemplo, são mais seguras contra terremotos.

14. A indústria musical japonesa é a segunda mais bem sucedida do mundo depois dos Estados Unidos. Por quê? As pessoas preferem comprar CDs e músicas em formatos físicos do que qualquer outra nação. 72% das vendas de música no Japão são físicas, enquanto nos Estados Unidos apenas 15%.

15. É ilegal possuir espadas no Japão, a menos que você tenha permissão especial do governo.

16. Se você adormecer em qualquer lugar, é porque você trabalha duro. É uma prática conhecida como ‘inemuri’: cochilos nos transportes públicos e durante as reuniões de trabalho, aulas e conferências.

17. A caixa de correio mais profunda do mundo está na Baía de Susami, no Japão. São 10 metros água abaixo. Curioso?!

18. As máquinas de venda no Japão não são muito diferentes daquilo que conhecemos. A única diferença são os produtos que elas podem oferecer: lagostas vivas ou roupas íntimas.

19. Em japonês, existem cerca de 20 maneiras de pedir perdão, variando de um simples pedido a pedir perdão por algo sério.

20. No Japão, pedir perdão é uma arte. As reverências são parte do perdão. Por exemplo, o esahku é uma ligeira inclinação de 25 graus, o que significa “desculpe, foi meu erro”.

21. Outra maneira de pedir perdão por algo mais sério é através de uma reverência chamada dogeza. A pessoa se ajoelha e inclina o corpo para a frente com as mãos no chão e a cabeça apoiada sobre eles, o que significaria: “A lei pode me punir, mas não posso consertar o quanto sinto muito.”

22. No Japão existem mais animais de estimação que crianças.

23. A taxa de natalidade do Japão é tão baixa que as fraldas para adultos são mais vendidas do que as fraldas para bebês.

24. No Japão há uma “floresta suicida”. A floresta Aokigahara é chamada de “o lugar perfeito para morrer” e é o segundo lugar mais popular do mundo para tirar sua própria vida. (A primeira é a Golden Gate Bridge, em São Francisco).

25. O anime japonês representa 60% do entretenimento de animação do mundo. A animação no Japão é tão bem sucedida que existem cerca de 130 escolas de atuação para a voz no país.

Há muitas outras curiosidades sobre o Japão que ainda devem ser mencionadas, mas em uma lista futura descobriremos fatos mais curiosos. Qual fato lhe chamou mais atenção?

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.