De olho no futuro, Islândia é primeiro país do mundo a comercializar chicletes sem plástico

Você sabia que o principal ingrediente da maioria das gomas de mascar vendidas mundo afora é a “borracha-base”, uma substância não biodegradável feita a partir de polímeros sintéticos, isto é, o plástico? O restante é uma mistura de gomas de resinas naturais, sintéticas, açucaradas, aromatizantes e artificiais.

A Islândia realizou uma investigação sobre a opinião das pessoas em relação ao plástico e descobriu que, dos 2.000 entrevistados, 85% ignoram o fato dos chicletes terem plástico em sua composição. Certamente sabemos que mastigar plástico não é nada saudável, além disso, há preocupações ambientais.

A pesquisa também mostrou que das mais de 100.000 toneladas de chiclete consumidas anualmente, 95% acabam sendo eliminadas nas ruas das cidades, o que justifica os recentes investimentos milionários que o governo têm feito para solucionar o problema.

É por isso que empresas como a Simply Gum (que fabrica o novo produto na Islândia) decidiram oferecer uma alternativa biodegradável, uma solução favorável ao meio ambiente. Esta semana, um chiclete livre de plástico será lançado, surpreendendo muitos que não tinham ideia de que estavam mastigando plástico há anos.

A nova borracha é feita de uma seiva extraída da árvore Manilkara zapota, conhecida popularmente como nespereira, sapote, sapoti chique ou goma, nativa da América Central.

Os chicletes Simply Gum não usa sabores artificiais ou conservantes, pelo contrário, utiliza ingredientes orgânicos, o que o torna melhor para o planeta e para as pessoas, já que se torna menos agressivo para o corpo.

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.