Estátua gigante de Ramsés II é encontrada e se torna uma das maiores descobertas arqueológicas do mundo

O Egito é um dos países que mais esconde mistérios por baixo de suas terras, cada canto, é um pedaço da história do mundo. Foi em março desse ano que alguns arqueólogos alemães fizeram uma descoberta impressionantes quando encontraram uma vala inundada na favela de Mataryia, no Cairo: se tratava de uma estátua de 3 mil anos do faraó Ramsés II.


A descoberta já se tornou uma das maiores já feitas na arqueologia mundial, e, com certeza, vai alavancar o turismo e economia do país.

O que foi encontrado consiste em um busto do faraó e uma parte da cabeça, construídos de quartzito, com incríveis oito metros de extensão, além de colunas e pisos de um templo.

Os artefatos estão passando por um processo de restauração para que possam ser expostos no Grand Egyptian Museum, que tem previsão para ser inaugurado ainda neste ano, trata-se do maior museu arqueológico do mundo.


Atualmente, o Egito se encontra em uma grande crise econômica e social, mesmo tendo um passado muito rico e com histórias fantásticas que encantam todo o mundo.

Essa descoberta é a esperança de que a indústria do turismo no país se reerga, que nos últimos anos vem sendo muito abalada pela instabilidade política e os diversos ataques terroristas que ocorreram por lá.

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.