Facebook desenvolve inteligência artificial para abrir olhos em fotos

O Facebook desenvolveu uma nova ferramenta interna capaz de não somente identificar fotos em que você eventualmente saiu com os olhos fechados, mas também corrigir esse inconveniente – o app literalmente “levanta” as pálpebras fechadas.

Se você faz o perfil de pessoas que piscam bem na hora do flash da câmera, digamos que seus problemas acabaram.

Os engenheiros de software Brian Dollahnsky e Christian Canton Ferrer criaram o software após minunciosa análise de fotos que formaram um padrão – o mecanismo reconhece o rosto da pessoa e identifica suas expressões faciais, a incluir também os olhos. Se fechados, o app corrige de imediato os olhos, reduzindo a saliência das pálpebras.

“Para o problema particular de transformações faciais, ela [a tecnologia] aprende não só a preservar características como iluminação ou o tom da pele mas pode também abranger alguma noção de plausibilidade semântica. Dando um conjunto de treinamento de tamanho apropriado, a rede irá aprender como um rosto humano ‘deve’ parecer”, disseram os engenheiros.

Cientes da possibilidade da edição ficar artificial demais, dando a impressão de que foi modificada no Photoshop, Brian e Christian apostaram num recurso já existente no mercado, chamado de rede adversarial generativa (GAN, na sigla em inglês), muito utilizada para desenhar rostos do zero.

Com a fusão das duas ferramentas, o software contempla o tamanho da cavidade ocular na foto em que o indivíduo aparece de olhos fechados, a iluminação sobre a pele, a posição do rosto e qual o efeito da luz sobre os olhos.

O que você acha desta novidade?

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.