Homem salva pit bull maltratado e desnutrido — 4 meses depois, mostra a incrível transformação do animal.

Um cão coberto de queimaduras e severamente desnutrido foi encontrado e levado a um veterinário. Ele estava prestes a perder a vida se não fosse um homem com grande coração.

Um porteiro e eletricista de um prédio na Geórgia, EUA, viu algo que fez com que parasse imediatamente seu trabalho, e não era uma falha dentro da instalação ou um fantasma nos corredores.

Avistou um pitbull cinza, com apenas a pele e os ossos visíveis, que aparentemente pertencia a um morador do prédio. Como isso seria possível?

De acordo com o jornal Alive, o porteiro sabia que tinha que fazer algo para ajudá-lo, mas que não seria nada fácil. Quando ele contatou as autoridades para ajudá-lo com o cachorro, os policiais disseram que não conseguiriam tirar o cachorro do prédio, porque isso seria considerado roubo.

O porteiro teve que encontrar outra maneira de ajudar o cão. Ele decidiu entrar em contato com o controle de animais, e eles deixaram alguns avisos na porta do dono do cachorro.

Certa manhã, o porteiro notou que o cachorro havia sido colocado do lado de fora do apartamento em uma caixa trancada, isto é, um sinal de que o dono estava desistindo dele.

O filhote foi então levado às pressas para o Grayson Animal Hospital, onde sua aparência chocante assustou diversos veterinários locais.

“Este é o pior abuso que já vi”, disse Cinnamon Koch, uma das veterinárias da equipes de resgate.

“Muito triste, por ele é tão doce e amoroso… tudo que ele quer fazer é beijar você”, acrescentou.

Já seguro em mãos cheias de amor e carinho, o cão foi chamado de “Mikey” em homenagem ao homem que o salvou.

Eles logo descobriram que seu peso estava muito abaixo do que deveria ser, e sua desnutrição não era a única preocupação dos especialistas. Mickey também estava coberto de marcas de queimaduras e feridas.

“Ele não tem força suficiente para se levantar e parece um esqueleto ambulante”, disse o Dr. John Tolliver. “Isso me deixa muito triste e com raiva, porque alguém permite que um animal acabe dessa maneira?”

As pessoas que o atenderam acreditavam que Mikey poderia progredir, mas não seria fácil, nem barato. Uma semana depois do resgate, o cão já conseguia andar e balançar a cabeça sem dificuldades. Ele também ganhou algum peso.

Quatro meninas, Annabelle, Ari, Addie e Rylee, descobriram a situação de Mikey e concordaram em doar sua mesada para que ele pudesse ter uma chance de viver. Elas também o adotaram.

Os cachorros são seres incrivelmente fortes e estão dispostos a esquecer o passado depois de aguentarem tantos maus tratos. Com Mikey não seria diferente. Passada sua recuperação, o cãozinho ganhou peso, recuperou-se fisicamente e superou seus traumas passados.

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao amplo público brasileiro. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para o Sociologia Líquida, Explicando, Segredos do Mundo, Área de Mulher, Criatives, Razões para Acreditar e Feedty. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.