Mistério resolvido: O ‘navio fantasma’ que apareceu na costa de Mianmar

O mais curioso de tudo foi que o navio, registrado na Indonésia, havia sido visto pela última vez em 2009, perto da costa de Taiwan. E na última terça-feira foi abandonado na costa de Mianmar sem tripulação a bordo com uma bandeira de Cingapura.

Um mistério que estava confundindo a polícia local em Mianmar nos últimos dias foi finalmente resolvido; agora se tornou conhecido o local de atracamento do misterioso “navio fantasma” sem tripulação.

O mistério começou quando os pescadores locais descobriram um barco vazio chamado Sam Ratulangi PB1600, a 11 quilômetros da costa de Yangon.

Para resolver o mistério, a Marinha de Mianmar embarcou no navio em busca de pistas.

Depois de uma busca na área circundante, eles encontraram um rebocador chamado Independence, que transportava 13 tripulantes indonésios a cerca de 80 quilômetros da costa de Yangon. Qual foi a relação entre o rebocador encontrado e o “barco fantástico”?

A solução do enigma

O Independence estava rebocando o navio enferrujado e estava indo para uma fábrica de barcos em Bangladesh, mas eles foram pegos pelo mau tempo, os cabos quebraram e o navio foi deixado à deriva .

Sabe-se que o navio era do tipo comercial e que não tinha nada a ver com o governo indonésio .

O navio foi chamado Sam Ratulangi, em homenagem a um herói nacional indonésio. Ele tem 17 anos e se tornou uma notícia por aparecer como um “navio fantasma”. Os 13 tripulantes do rebocador disseram ao governo de Mianmar que encontrariam uma maneira de ajudá-los.

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.