O jeito que o corpo deste homem ficou após ele nadar 163 km em 55 horas vai atordoar você

Desde tenra idade, Maarten van der Weijden, da Holanda, era conhecido como um promissor talento da natação. No entanto, antes de sua carreira começar, ele enfrentou um desafio que poderia ter terminado com tudo. Com apenas 19 anos, Maarten foi diagnosticado com câncer.

O prognósticos dos médicos não eram promissores, e eles disseram que havia uma chance muito pequena de que o jovem sobrevivesse à leucemia. Mas Maarten provou que eles estavam errados.

Não só o nadador resiliente venceu o câncer, ele fez um retorno rápido ao esporte, voltando a nadar apenas 2 anos após o diagnóstico. Para surpresa de todos, o sobrevivente do câncer conseguiu levar sua carreira ainda mais longe, tornando-se medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim.

A maioria dos atletas é conhecida por desafiarem-se ao limite e Maarten não é exceção. Recentemente, o nadador tentou nadar toda a faixa de 200 quilômetros (120 milhas) do Rio Elfstedentocht, na Holanda. A única razão por trás do evento era levantar fundos para pesquisas sobre o câncer, uma causa próxima que é bastante apoiada por Maarten.

A maratona subaquática estava programada para levar 3 dias, incluindo cochilos muito curtos para descansar. No entanto, enquanto Maarten nadava, ele adoeceu, e a água foi considerada muito poluída para que ele continuasse. Ele conseguiu nadar uma distância de 163 quilômetros em 55 horas.

E apesar de não conseguir atingir sua meta de 200 quilômetros, a campanha de arrecadação de fundos foi um enorme sucesso. O nadador levantou uma soma impressionante de mais de US$ 4 milhões (R$ 16,5 milhões)! Parabéns ao nadador.

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.