Quase 40 anos atrás um garoto de 16 anos plantava uma árvore por dia numa ilha remota – agora ela está irreconhecível!

A maior ilha fluvial do mundo, Majuli, território da Índia, pode desaparecer no futuro. Nos últimos 70 anos, a ilha Majuli encolheu à metade e há preocupações das autoridades de que ela submergirá nos próximos 20 anos.

A ilha está sob constante ameaça devido à extensa erosão do solo em suas margens. A razão disso, pensa-se, pode ter sido às construções dos grandes aterros construídos nas cidades indianas do entorno até o rio Brahmaputra para protegê-las durante a temporada de monções, que acabaram redirecionando a fúria devastadora do rio para a pequena ilhota. Desde 1991, mais de 35 aldeias foram destruídas. E enquanto as autoridades indianas estão tentando descobrir como salvar a ilha, sua vida poderia ter sido ainda menor se não fosse por um ativista ambiental local.

Em 1979, Jadav Payeng, então com 16 anos, encontrou um grande número de serpentes que morreram devido ao calor excessivo depois que as inundações as levaram para a praia, sem árvores. Após o incidente ele fez uma promessa para si mesmo de que iria salvar as serpentes de novos acontecimentos como este, plantando árvores ao redor da ilha, impedindo a erosão do solo.

Trabalhando incansavelmente todos os dias, ele plantou 550 hectares de floresta – área maior do que o Central Park em Nova York (340 hectares). A agora floresta de Jadav é o lar de tigres de bengala, rinocerontes indianos, e até um rebanho de mais de cem elefantes! Abaixo, você conhece um pouco mais da história desse herói do meio-ambiente!

Jadav Payeng vive na maior ilha fluvial do mundo, Majuli

A ilha, no entanto, está sob constante ameaça devido à extensa erosão do solo em suas margens

Nos últimos 70 anos, a Ilha Majuli encolheu mais da metade de seu tamanho e há preocupações de que ela submergirá nos próximos 20 anos

Mas a vida da ilha poderia ter sido menor se não fosse por Jadav

Tudo começou em 1979, quando ele tinha apenas 16 anos de idade

Ele encontrou um grande número de cobras que morreram devido ao calor excessivo depois que as enchentes as levaram para a praia, local sem árvores

Após isso, Jadav jurou a missão de sua vida: salvar a Ilha Majuli e seus animais da erosão plantando árvores

E ele vem fazendo isso todos os dias nos últimos 39 anos!

Ele plantou 550 hectares de floresta – área maior do que o Central Park em Nova York (340 hectares)

E se tornou lar de muitos animais…

Incluindo tigres de bengala e rinocerontes indianos…

Até mesmo uma manada de mais de cem elefantes!

A razão pela qual a Ilha Majuli está encolhendo tem muito a ver com os grandes aterros do rio Brahmaputra

As pessoas os construíram para proteção contra tudo que a estação das monções lhes lança

Mas os aterros redirecionam a fúria devastadora do rio para a ilha

Para saber mais sobre o “Homem da Floresta da Índia” e sua luta, assista ao pequeno documentário abaixo:

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.