Suas moedas das olimpíadas 2016 de 1 Real podem ser vendidas por até R$ 100,00

O fascínio pelas moedas das Olimpíadas 2016 continua. Isso porque tiveram uma procura muito grande durante os Jogos Olímpicos e continuam em alta. As moedas comemorativas atingem nesse momento preços bem acima dos de face, que é aquele estampado na moeda.

São um total de 16 modelos de moedas de R$ 1 lançados pelo Banco Central para comemorar as Olimpíadas realizadas no Rio de Janeiro. As moedas foram feitas em aço como as moedas normais. Porém, no verso da moeda, foram exibidos desenhos de várias modalidades esportivas e dos mascotes dos Jogos Olímpicos.

Os modelos de moedas estão em circulação exclusivamente no Brasil. Isso quer dizer que você ainda pode pegar uma na hora do seu troco. A dica é sempre prestar atenção na estampa atrás. Se for uma dessas, você está com sorte.

Como vender as moedas das Olimpíadas 2016 de 1 real por bem mais do que 1 real?

O Banco Central mandou fabricar de 20 milhões de cada modelo, mas mesmo assim, muitos colecionadores estão enfrentando dificuldades para encontrar algumas modalidades ou mascotes na parte de trás da moeda.

Consta que os valores de moedas colecionáveis geralmente é divulgado em catálogos especializados e depende de fatores como tiragem e raridade. “Essas moedas [de R$ 1] das Olimpíadas não estão seguindo o catálogo”, disse Edivan de Oliveira Lima, diretor de divulgação da Sociedade Numismática Brasileira, que reúne colecionadores de moedas.

Aquelas moedas lançadas antes (do 1º e 2º lotes), em 2014, são mais valorizadas por serem mais difíceis de achar. Os preços variam, segundo os especialistas, mas custam entre R$ 5 e R$ 10. Esses valores são instáveis e podem mudar rapidamente.

Em média, os modelos lançados depois valem R$ 3. As moedas do 1º lote têm imagens de atletismo, natação, paratriatlo e golfe. As do 2º lote retratam basquete, rúgbi, vela e paracanoagem.

Para colecionadores, algumas das moedas das Olimpíadas 2016 de R$ 1 ainda ainda são vendidas pela Casa da Moeda, e pelo Banco do Brasil, em uma embalagem própria para colecionador. Elas custam R$ 13 a individual e R$ 45 a cartela com quatro.

Moeda da bandeira Olímpica chega a custar R$ 100

Já a moeda de R$ 1 das Olimpíadas mais cobiçada pelos colecionadores, não é de nenhuma modalidade ou mascote. É a moeda que representa a passagem da bandeira olímpica de Londres 2012 para o Rio de Janeiro 2016. Esta moeda foi lançada no ano de 2012. Além de ser mais antiga, ela é mais rara porque foram produzidas menos unidades. Foram pouco mais de 2 milhões, segundo o Banco Central.

Esta moeda pode ser vendida por até R$ 100, segundo os especialistas. Esse preço caiu no último mês, segundo João Paulo Ferreira, do site Brasil Moedas. Como estava cara, apareceu muita gente vendendo, disse ele.

Como diz o advogado e colecionador Ramiro Maximino, esse valor, porém, pode subir no futuro. Ele compara com a moeda de R$ 1 lançada em 1998 para comemorar os 50 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Em perfeito estado de conservação, chega a custar R$ 100, segundo Matos.

As moedas das Olimpíadas 2016 precisam estar em boas condições

Moedas que já circularam no mercado perdem grande parte do valor por se desgastarem. Os valores bem pagos são apenas para moedas em perfeitas condições, chamados de “flor de cunho”, sem riscos ou manchas.

“As pessoas têm que estar cientes que estado de conservação é muito importante. Elas imaginam que é só tirar a moeda do bolso, junto com várias outras moedas, que já foram tocadas, e acham que vão conseguir esses valores”, afirma Edivan Lima.

“As que atingem preço alto são moedas que saíram do banco e já foram guardadas, não houve toque.”

Onde encontrar

Para efeito de comparação, algumas moedas ainda estão à venda no site da Casa da Moeda e do Banco do Brasil. Para ver outros sites e endereços onde é possível comprar, acesse o site do Banco Central do Brasil.

De acordo com o Ministério da Fazenda, além das moedas comemorativas que entraram normalmente em circulação, o Banco Central também lançou moedas especiais da Olimpíada, de ouro e prata. Essas moedas são voltadas para colecionadores com maiores condições financeiras. Enquanto as moedas de ouro são vendidas por R$ 1.180, as de prata são comercializadas por R$ 195. Na internet, as douradas são oferecidas por até R$ 2.300.

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.