Uma simples foto engraçada salvou a vida de uma bebê. Você nunca imaginaria o motivo.

Quando este papai tirou uma fotografia engraçada com sua pequena, não imaginava que isso acabaria salvando a vida dela. Ao dar o primeiro banho em sua filha, o pai se divertiu com a cara de reprovação da menina.

Seu rostinho parecia querer dizer que ela não tinha gostado muito da nova experiência. Como ele achou aquilo inusitado, Brad resolveu dividir o momento capturado com sua família e amigos, publicando a foto em uma rede social.

Milhares de pessoas acharam a foto bastante fofa e meiga, fazendo comentários como: “Maravilha, ela vai ser uma rebelde e vai se casar com um cara sem dinheiro e sem tatuagens.” Porém, um dos comentários fez o pai ter calafrios. Um pediatra olhou a imagem com mais cuidado e fez um pedido à família da criança:

“Os olhinhos dela estão um pouco amarelos? Eu acho que sim, mas é difícil dizer porque a foto toda está um pouco amarelada. Provavelmente não é nada, mas isso pode ser um sintoma de icterícia neonatal. Se a pele e olhos da sua filha estiverem um pouco amarelos, então talvez seja melhor verificar esta situação. Eu sou um pediatra paranóico, por isso sempre me preocupo!”

O pai seguiu a recomendação do médico desconhecido e resolveu levar sua filha ao hospital. Lá, o pediatra confirmou que esta foi a atitude certa: de fato, a menina tinha icterícia (síndrome de várias moléstias, caracterizada pela coloração amarela dos tecidos e das secreções orgânicas, resultante da presença anormal de pigmentos biliares) e, portanto, o pediatra que fez o comentário na foto provavelmente salvou a vida dela!

Mesmo que a icterícia possa ser comum em crianças pequenas, se ela não for tratada, pode ser fatal ou causar graves danos cerebrais. Esta família teve mesmo muita sorte – e tudo por causa de alguém que eles nem conheciam!

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.