Empresa funerária premiará aquele que permanecer num caixão por pelo menos 30 horas

A empresa de serviços funerários Six Flags St. Louis convidou para uma espécie de ‘campeonato’ 6 pessoas, desafiando-as a ficarem 30 horas seguidas dentro de um caixão, no dia do Halloween. Sim, isso mesmo: os voluntários passaram um dia e um quarto dentro de um caixão. Você acha emocionante?

O desafio começará no sábado, 13 de outubro às 13:00 e terminará no dia seguinte às 19:00. Os voluntários sentirão a sensação de serem enterrados vivos. Você ainda acha emocionante?

Bem, a Six Flags recompensará quem aguentar as 30 horas seguidas no caixão. Além da recompensa final, todos os seis voluntários, sortudos, terão direito ao seguinte:

Poderão trazer travesseiros, cobertores e sacos de dormir em seus caixões para tornar a sua ‘estadia’ mais confortável; terão uma pausa de seis minutos por hora, e refeições, lanches e bebidas serão fornecidos; os caixões foram equipados com estações de carregamento de telefone, para que os hóspedes possam estar conectados à Internet e contar suas experiências do outro lado; eles também terão visitas de pessoas que passeiam pelo parque, onde tudo acontecerá.

Os participantes permanecerão em seu caixão durante as 30 horas completas, não incluindo pausas no banheiro, e vão receber dois passes premium para o evento Six Flags 2019, um pacote de prêmios Fright Fest com dois passes VIP para a casa assombrada do parque de diversões e dois bilhetes para viajarem pelo trem assombrado do parque.

Os outros participantes também participarão de sorteio aleatório para ganhar um prêmio de US$ 300. E o melhor de tudo: cada pessoa que completar o desafio pode levar seu caixão para casa. O que você acha?

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.