Fotógrafo Italiano viaja para registrar as bibliotecas mais incríveis do mundo.

Massimo Listri, renomado artista italiano que vive em Veneza, lançou recentemente um livro de fotografias que compila todas as mais belas e tradicionais bibliotecas do mundo. Os takes viralizaram no Instagram, onde os internautas exaltaram a magnificência das localidades.

As bibliotecas foram escolhidas a partir de um padrão – reverência por seu valor histórico, relevância arquitetônica e preciosidade dos livros que guardam. Aqueles poucos que tiveram a sorte de visitar essas maravilhas artísticas tiveram um dia e tanto, com muito a explorar, dado o enorme acervo de livros que elas armazenam. Confira abaixo algumas fotos e encante-se com sua beleza clássica!

1. Biblioteca do Palácio de Mafra, Mafra, Portugal

2. Biblioteca da Abadia de São Galo, Gallen, Suíça

3. Biblioteca da Abadia de Metten, Metten, Alemanha

4. Biblioteca Ricardiana, Florença, Itália

5. Biblioteca do Trinity College, Dublin, Irlanda

6. Biblioteca da Abadia de Wiblingen, Wiblingen, Alemanha

7. Biblioteca Duquesa Ana Amália, Weimar, Alemanha

8. Biblioteca Santa-Genoveva, Paris, França

9. Biblioteca de Fermo, Fermo, Itália

10. Real Gabinete Português de Leitura, Rio de Janeiro, Brasil

11. Biblioteca Nacional de São Marcos, Veneza, Itália

12. Biblioteca da Abadia de Wiblingen, Wiblingen, Alemanha

13. Biblioteca do Mosteiro de São Francisco, Peru

14. Biblioteca da Abadia de Santo Emerano, Regensburg, Alemanha

15. Biblioteca da Abadia de Seitenstetten, Seitenstetten, Áustria

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 19 anos, é Web Designer e Criador de Conteúdo do Acervo Ciência, escrevendo diariamente para o site. Já bancou uma de técnico de informática, e ainda banca de astrônomo amador, sua maior paixão. Atualmente gradua-se no curso de Gestão da Informação, na Universidade Federal de Uberlândia, que não sabe se é de exatas ou de humanas. Assim como ele. Também é aficionado por cinema, comics, política, economia, tretas e música indie. Bata tudo isso no liquidificador e tente entender sua cabeça.