Você sabia que existem seres vivos vivendo agora sob as nuvens?

De acordo com uma pesquisa conduzida na Califórnia (EUA) por uma equipe do Insituto Scripps de Oceanografia, em San Diego, foi encontrado vida ativa nas nuvens do nosso planeta. A constatação veio a partir da recolha de amostrar de gotas de chuva e resíduos de cristais obtidos durante voos executados através de nuvens concentradas.

A análise revelou que as partículas em torno delas eram compostas de poeira e material biológico, como bactérias, esporos de fungos e resíduos de plantas. Esta é a primeira tentativa da comunidade científica de decifrar como material biológico influencia a formação de nuvens.

As partículas conhecidas como aerossóis, formam o ‘esqueleto’ dos aglomerados de nuvens e o fato de que estas são constituídos, por sua vez, de elementos biológicos, é uma grande descoberta.

Entre as conclusões da análise, sugere-se que as partículas biológicas que são levantadas pelas tempestades de areia ajudam a induzir a formação de gelo nas nuvens, e que a região de origem faz a diferença. Por isso, acredita-se que a poeira levantada na Ásia pode influenciar as chuvas na América do Norte.

Compartilhe o post com seus amigos!

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao amplo público brasileiro. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para o Sociologia Líquida, Explicando, Segredos do Mundo, Área de Mulher, Criatives, Razões para Acreditar e Feedty. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.