Cão doente que não podia ser tocado foi curado e hoje tudo que ele mais gosta é de receber carinhos

ZIB, que no primeiro ano de sua vida era conhecido como Kong, é um cachorro da raça Border Collie e teve os primeiros 12 meses de sua vida bem traumáticos: vivia em um canil em Claremore, Estados Unidos, e tinha uma doença de pele, além de queimaduras gravíssimas de sol que ele não podia sequer ser tocado.

Por conta da doença, diversas partes de seu corpo não tinham pelos, fazendo com que as queimaduras se agravassem mais, porém, tudo mudou quando foi resgatado pela ONG ‘Border Collie Rescue & Rehab’.

Curtis Hartsell estava visitando o site da instituição quando viu a foto do cão, e foi amor a primeira vista, se apaixonando pela foto do cachorro e a descrição de seu temperamento, mesmo Curtis tendo um estilo de vida bem agitado, resolveu assumir o compromisso.

Não demorou pra dar entrada no processo e depois de algumas entrevistas e visita domiciliar, finalmente Curtis ia poder conhecer pessoalmente o seu futuro melhor amigo, como primeiro passo, trocou o nome do cão de Kong apara ZIB, em homenagem a um famoso cão astronauta.


O primeiro encontro houve conexão imediata, ZIB ficou abraçado com o dono e pode perceber que agora teria uma vida digna e seria muito amado. Se antes o cão mal conseguia ser tocado, agora, curado, tudo o que ele mais gosta é de receber carinhos.


Curtis afirma que sua vida se transformou, agora se sente mais feliz e satisfeito: “Saber que esse animal já foi negligenciado e que agora eu consigo dar todo o amor que ele merece é incrível”, afirma o rapaz.

“Eu realmente sinto que fui salvo por ele e não há nada que eu não faça para deixá-lo feliz”, completa.

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.