Enciclopédia de 500 páginas é criada por tribo indígena mostrando o poder medicinal das plantas

Já imaginou uma enciclopédia de 500 páginas mostrando uma série de plantas utilizadas pelas tribos indígenas para fins medicinais, escrita pelos próprios xamãs?

É exatamente isso que aconteceu com o povo Matsés do Brasil e do Peru, que se uniram na criação desse livro como objetivo de preservar os conhecimentos ancestrais. De acordo com Christopher Herndon, presidente e co-fundador da Acaté, essa é a “primeira vez que xamãs de uma tribo da Amazônia criaram uma transcrição total e completa de seu conhecimento medicinal, escrito em sua própria língua e com suas palavras”.

A enciclopédia foi lançada apenas na língua nativa para garantir que as receitas não sejam roubadas por empresas ou pesquisadores. A enciclopédia funciona, na verdade, como um guia para a formação de jovens xamãs.

Para que este conhecimento e tradição sejam preservados e disseminados, a Acaté também criou um programa de orientação para conectar os xamãs Matsés com jovens estudantes.

Xamã Matsé César

Christopher Herndon e o xamã Arturo lendo o rascunho da enciclopédia

Arturo e um aprendiz

Encontro de chefes Matsés

Uma aplicação medicinal

Lendo a enciclopédia

Aldeia dos Matsés

O Xamã apresentando uma das plantas medicinais

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.