Nunca é tarde! Após falecimento de familiares, idosa se forma aos 87 anos de idade e escreve TCC à mão. 

Quando queremos muita uma coisa e vamos atrás dos nossos sonhos, pode ser que ele demore pra acontecer, mas acontece. Uma prova disso é Luísa Valentic Ficara, de 87 anos, uma senhora italiana que veio para o Brasil durante a Segunda Guerra Mundial e já faz de Jundiaí sua casa há 40 anos.

A idosa resolveu ocupar a mente quando o marido e a irmã morreram: “Não adianta ficar em casa que começam as dores. Dores crônicas, dores de saudade. Ter a casa vazia traz tudo isso”, disse, em entrevista ao G1.

Então, Luísa se matriculou no curso de Nutrição do Centro Universitário Padre Anchieta e conta que nos primeiros dias de aula todos ficaram surpresos ao vê-la ali, mas conforme o tempo passava ela fez muitas amizades.

Seis anos se passaram e hoje ela está formada, o que merece destaque mesmo, além de toda superação, é seu TCC, que foi escrito a mão e tinha como tema a cana de açúcar no Brasil.

Funcionários da universidade ajudaram Luísa com a digitação, configuração e impressão do trabalho, e se engana quem pensa que ela parou por aí, atualmente frequenta aulas de alemão, inglês e francês e já está planejando ingressar em um curso de pós-graduação!

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.