10 atores famosos que já morreram e provavelmente você não sabia

Quando chega a hora não tem jeito e não adianta querer escapar. Pode soar mórbido, mas é assim mesmo, todo mundo sabe.

Às vezes no mundo do entretenimento acontece de muitas pessoas famosas morrerem e nós ficarmos sabendo muito tempo depois. Reunimos uma lista com 21 atores que morreram e poucas pessoas não sabia. Confira:

John Ritter (1948-2003)

Ficou famoso no seriado de comédia “Um é Pouco, Dois é Bom e Três é Demais” e nos filmes “O Pestinha” e “O Pestinha 2”. Seu último filme foi “Papai Noel às Avessas”. Em 11 de setembro de 2003, Ritter sentiu-se mal enquanto ensaiava as cenas para uma 2ª temporada de 8 Simple Rules. Foi levado para o Providence Saint Joseph Medical Center, onde morreu naquela noite, por volta de 10:45. A causa de sua morte foi uma dissecção aórtica causada por um defeito cardíaco congênito previamente diagnosticado.

Bruno Kirby (1949-2006)

Foi um ator de cinema e televisão americano, conhecido por seus papéis em filmes de hollywood como “Amigos, Sempre Amigos”, “Harry e Sally – Feitos um para o outro”, Bom Dia, Vietnã e O Poderoso Chefão II. Kirby morreu em 14 de agosto de 2006, com 57 anos de idade, em Los Angeles, de complicações relacionadas à leucemia. De acordo com a Associated Press e outras organizações jornalísticas, a viúva declarou que ele tinha acabado de ser diagnosticado com a doença.

J.T. Walsh (1943-1998)

Atuou como o grande vilão de Breakdown – Implacável Perseguição, com Kurt Russell. Seu último trabalho foi no filme O Negociador, ao lado de Kevin Spacey e Samuel L. Jackson. Faleceu em 27 de fevereiro de 1998 vitimado por um ataque cardíaco.

Michael Jeter (1952-2003)

Muito de seu trabalho no cinema e na TV se resume em interpretar personagens pretenciosos e/ou excêntricos como em O Pescador de Ilusões, Medo e Delírio e Zona Mortal. Ele também, ocasionalmente, fazia papeis mais atraentes como em Jurassic Park III, Bud – O Cão Amigo, À Espera de um Milagre e Open Range. Ele também era um ator favorito entre o público jovem por representar o irmão de “Mr. Noodle’s em Vila Sésamo (2000 – 2003). Os filmes O Expresso Polar e Open Range são dedicados à sua memória.

Alexander Godunov (1949-1995)

Foi um dos principais astros do Balé Bolshoi e durante uma temporada em 1979 nos Estados Unidos da América, pediu asilo político no país norte-americano. Na ocasião, era casado com a bailarina Ludmila Vlasov, também do elenco do Balé Bolshoi que não quis acompanhar o marido e voltou para a então União Soviética. Nos Estados Unidos da América ele se tornou o primeiro bailarino do American Ballet Theatre e também investiu em sua carreira cinematográfica trabalhado em filmes como Duro de Matar, interceptor 3 e Um Dia a Casa Cai. Morreu repentinamente aos 45 anos.

Roy Scheider (1932-2008)

O ator ficou conhecido pelos filmes Operação França (1971) e O esquadrão implacável (1973). Em 1975 atuou em Tubarão, cujo roteiro foi baseado na novela best-seller de Peter Benchley, e que teve como diretor um iniciante Steven Spielberg, escolhido pela Universal Pictures para dirigir a adaptação do livro para a tela. Tembém fez Maratona da morte (1976), que teve Dustin Hoffman no papel principal, e Comboio do medo (1977), baseado no filme clássico francês O salário do medo (1953) e, depois, O abraço da morte (1979) e O show deve continuar (1979). Por este filme, Roy Scheider concorreu aos prêmios Oscar, Globo de Ouro e BAFTA na categoria de melhor ator.

Em 2004, foi diagnosticado que Scheider sofria de mieloma múltiplo, um câncer de células plasmáticas. Em junho de 2005, ele sofreu um transplante de medula óssea para tratar do câncer, que foi classificado como estando em recuo parcial. Scheider morreu em 10 de fevereiro de 2008, em Little Rock, no Arkansas, no Hospital de Ciências Médicas da Universidade de Arkansas, aos 75 anos de idade. Apesar de a causa da morte não ter sido divulgada imediatamente, a esposa de Scheider atribuiu a morte do marido a uma infecção a estafilococos.

Jonathan Brandis (1976-2003)

O ator é mais conhecido pelos personagens Lucas Wolenczak da série SeaQuest DSV e Bastian Bux do filme A História Sem Fim II: O Próximo Capítulo. Em 12 de Novembro de 2003, Brandis morre por ferimentos causados pelo enforcamento ocorrido no dia anterior. Segundo sua mãe, ele tinha saído para jantar com os amigos e, ao voltar ao apartamento em 650 S. Detroit St, seus amigos relataram que ele estava bem agitado e inquieto. Ele deixou o quarto em que todos estavam e, aproximadamente 15 minutos depois, um de seus amigos foi procurar por ele e o achou enforcado com uma corda de nylon no segundo andar do edifício.

Bernie Mac (1957-2008)

Sua grande estreia foi como Pastor Clever no filme Sexta-Feira em Apuros. Após esse papel, Bernie Mac trabalhou também noutros filmes, incluindo Booty Call, How to Be a Player, Life e What’s the Worst That Could Happen?. Bernie Mac foi também um dos poucos atores negros capaz de quebrar o gênero tradicional de “comédia negra”, tendo papéis no remake de 11 Homens e Um Segredo e tornando-se o novo Bosley para o filme: As Panteras, Detonando.

Ulrich Mühe (1953-2007)

Foi um ator alemão de teatro e cinema que teve como seu papel mais relevante a atuação no filme ganhador do prêmio Oscar de melhor filme estrangeiro em 2007 “A Vida dos Outros”. Ele morreu em decorrência de um câncer no estômago.

Richard Crenna (1926-2003)

Ele estrelou em filmes como The Sand Pebbles, Wait Until Dark, Body Heat, Rambo I ao III, Hot Shots! Part Deux, e The Flamingo Kid. Ele jogou Walter Denton na rádio CBS e nas séries de televisão Our Miss Brooks e Lucas McCoy na ABC e no sitcom da CBS The Real McCoys (1957-1963). Também interpretava na política dramática série Slattery’s People na CBS. Ele era o Coronel Trautman nos filmes de Rambo. Também era conhecido por ter uma grande semelhança com Cliff Robertson. Crenna morreu de câncer de pâncreas aos setenta e seis anos. Ele foi cremado. Na época da sua morte, ele tinha um papel na série da CBS Judging Amy. Após sua morte, o personagem acabou morrendo na série também.

Leia também16 antes e depois de atores de Hollywood mostrando como o tempo fez bem para eles

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Above Average

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao amplo público brasileiro. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para o Sociologia Líquida, Explicando, Segredos do Mundo, Área de Mulher, Criatives, Razões para Acreditar e Feedty. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.