Café japonês dá emprego para pessoas com paralisia através de robôs garçons

As tecnologias estão cada vez mais fortes em todas as partes do planeta, e, claro, os robôs também ganham força com esse novo mundo tecnológico. Muitos restaurantes já trocaram garçons por robôs e vem dando muito certo, entretanto, um restaurante no Japão resolveu levar esse conceito para um outro patamar.

Um café foi aberto por duas semanas em Tóquio, no Japão, e os robôs faziam todo o atendimento para os clientes, porém, o mais brilhante de tudo isso é que todos eles estavam sendo controlados por pessoas que possuem deficiências graves, com o propósito de fazer com que esses indivíduos ganhem mais independência em suas vidas.

10 pessoas estavam trabalhando no café, todos eles possuíam esclerose amiotrófica e outras lesões ligadas à medula espinhal e receberam o salário de 1.000 ienes (cerca de 9 dólares por hora).

Os robôs eram controlados por um computador que rastreava os movimentos dos olhos das pessoas presas na cama. Com isso, conseguiam mover os robôs, fazer com que eles pegassem objetos sobre as mesas e até mesmo dialogar com os clientes: “Eu quero criar um mundo em que as pessoas que não podem mover seus corpos possam trabalhar também”, disse Kentaro Yoshifuji, CEO da Ory Lab. Inc.

O café funcionou apenas como um experimento, seus fundadores ainda estão levantando fundos para que abra suas portas permanentemente em 2020.

About Rafael d'Avila

view all posts

Publicitário. 22 anos. Morador de São José dos Campos. Sempre curioso. Apaixonado por dinossauros, TV e filmes e séries de terror.