6 hábitos prejudiciais que estragam nossas vidas todos os dias. O #1 você certamente está fazendo agora

Dizem que a felicidade é um termo vago, já que todos têm suas próprias ideias sobre o que é. Mas psicólogos e neurocientistas não concordam com isso. Eles sabem o que nos deixa satisfeitos e o que nos deixa tristes como seres humanos.

Às vezes nos sentimos mal por causa de coisas e hábitos cotidianos que nem percebemos. Aprendemos sobre as coisas que devemos evitar em nossas vidas para sermos felizes e criamos uma lista de hábitos prejudiciais que você deve parar de fazer agora.

6. Nós sempre nos sentamos

Hoje em dia, um estilo de vida sedentário é uma coisa comum. À noite, vamos para casa de carro ou de transporte público e nos sentamos em casa, onde assistimos à TV ou conversamos online com os amigos.

Sem se mover, o nível de endorfinas e outros hormônios responsáveis ​​pela felicidade diminui. Caminhadas de 30 minutos todos os dias ou dois treinos por semana vão deixar você mais enérgico e satisfeito, não importa o que aconteça em sua vida.

5. Nós passamos o dia todo ‘dentro’

Todos nós sabemos que “trabalhar de casa” não contribui necessariamente para a felicidade. Mas acontece que lugares como cinemas, restaurantes e outros lugares que gostamos de visitar nem sempre nos permitem desfrutar de nossas vidas também.

Mas se você passar algum tempo ao ar livre em um lugar desconhecido, você se tornará mais feliz e sua autoestima melhorará. Os psicólogos chamam este método de “terapia de aventura”. E vale a pena notar que não importa se você está indo para um país diferente ou para uma aldeia vizinha onde nunca esteve, de qualquer forma, você se tornará mais feliz.

4. Não prestamos atenção às coisas que acontecem ao nosso redor

É muito importante não apenas prestar atenção ao que fazemos, mas também como fazemos isso. Por exemplo, vamos imaginar duas garotas. Uma delas está com raiva porque ela tem que limpar a casa: ela prefere estar em um encontro em um restaurante chique, mas ninguém a convidou. Outra garota está apenas lavando os pratos e ela está feliz por ter algum tempo para limpar a casa.

No primeiro caso, a menina se sentirá exausta e, no segundo caso, a menina se sentirá mais relaxada. Nossa capacidade de viver no aqui e agora e nunca deixar nossos medos, arrependimentos e lembranças nos perturbarem torna nossas vidas mais interessantes.

3. Nós só consumimos

Para tornar nossa vida significativa, temos que não apenas tomar, mas também dar. Atos de bondade nos deixam satisfeitos e nos sentimos significativos.

Eis algumas boas notícias: até mesmo as melhores ações podem nos animar. Comprar um presente para alguém, escrever um bilhete ou até mesmo pintar uma parede são coisas que nos levam a acreditar que temos um propósito nesta vida e que alguém precisa de nós.

2. Nós nos isolamos dos outros

Mesmo na era da individualidade, cada pessoa ainda precisa pertencer a um grupo. E não é apenas sobre nossos amigos mais próximos e membros da família. Para ser verdadeiramente feliz, precisamos nos sentir conectados a outras pessoas.

De acordo com diferentes estudos, essa qualidade nos ajuda a derrotar doenças, reduz nossos níveis de estresse e nos faz sentir mais confiantes. E não importa a que grupo você pertence: pode ser um clube de futebol, um clube de jogos, o que for. Você só precisa sentir que pertence a alguma coisa.

1. Nós não criamos nada

Precisamos de hobbies criativos não por dinheiro e fama, mas por nossa saúde. Está provado que o processo de criação reduz o nível de estresse, melhora nosso humor e nos ajuda a lutar contra a depressão.

Não se esqueça que a criatividade não é apenas cantar e pintar, pode ser qualquer coisa que exija sua abordagem única. Plante algumas flores, escolha a cor de suas paredes, faça tarefas domésticas e ligue sua imaginação – é só isso!

Felicidade não é algo que você tem que procurar. Consiste em pequenas coisas, para que possamos criá-la a qualquer momento. Você tem hábitos prejudiciais que o impedem de ser feliz?

Leia também6 exemplos mostrando como nossos hábitos afetam nossa aparência

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: BrightSide

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao amplo público brasileiro. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para o Sociologia Líquida, Explicando, Segredos do Mundo, Área de Mulher, Criatives, Razões para Acreditar e Feedty. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.