Casal adota mini porco, mas se assusta quando ele chega a 300 quilos de PURA FOFURA!

O casal Steve Jenkins e Derek Walter vive no Canadá e há dois anos adotaram Esther, até então uma pequena porquinha cor-de-rosa, que eles achavam ser da espécie leitão pigmeu, que não costuma crescer muito.

No entanto, após dois anos e trezentos quilos, a pequena porquinha acabou se transformando num gigantesco animal de estimação. Não que isso tenha se tornado um problema, já que seus donos e ela desenvolveram um forte laço de amizade e amor fraterno que só fizeram o bem para todos.

Biologicamente os porcos são tão inteligentes quanto os cachorros, e surpreendentemente também são considerados animais limpos. De modo a valorizar a inteligência e fraternidade de Esther, o casal logo abandonou o hábito de comer carne (vermelha e branca), tornando-se veganos.

Steve e Derek aprenderam muito com sua leitoa ao longo desses dois anos, e se sentiram inspirados a tal ponto que criaram um abrigo de animais.

Esther pesava apenas 2 quilos quando foi adotada por Steve e Derek

Após dois anos, ela já pesa 300 kg!

O casal se esforçou e decidiu que iria continuar criando-a

Sem dúvida, essa foi a melhor decisão que eles poderiam tomar!

A leitoa convive muito bem com seus donos

Olha só eles brincando juntos…

Assim que Steve e Derek viram como os porcos são inteligentes e amigáveis, eles pararam de comer carne – todos os tipos delas

O casal virou vegano, e decidiram dedicar suas vidas à abertura de um abrigo animal

Eles levantaram uma grande quantia no Indiegogo (vaquinha online) para ajudar na abertura do abrigo!

Que linda história!

Definitivamente criar um porco não é tarefa fácil!

…e pode ser bem cansativo.

Esther precisa de muita atenção… e comida.

Mas agora ela é parte da família!

Ela tocou o coração de seus pais, e vai tocar o seu também!

Leia tambémPig Island – Ilha nas Bahamas invadida por porcos nadadores

Compartilhe o post com seus amigos!

Fonte: Bored Panda

About Gabriel Pietro

view all posts

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao amplo público brasileiro. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para o Sociologia Líquida, Explicando, Segredos do Mundo, Área de Mulher, Criatives, Razões para Acreditar e Feedty. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.